1º Festival Escola de Lutas reúne mais de 500 pessoas na Vila Olímpica Nilton Santos

0
170
Autoridades prestigiaram a ação - Divulgação/Festival de Lutas
A primeira edição do Festival Escola de Lutas reuniu mais de 500 pessoas, entre alunos e professores, na Vila Olímpica Nilton Santos, na Ilha do Governador, no último final de semana. Projeto de lei de autoria do vereador faixa-preta de jiu-jítsu Marcelo Arar, a ação prevê a inclusão de lutas e artes marciais nas escolas da rede pública municipal – a maior rede pública de ensino da América Latina.
Autoridades prestigiaram a ação – Divulgação/Festival de Lutas
Atualmente a Escola de Lutas atende aproximadamente 2.000 alunos em toda a cidade, divididos em 35 núcleos. O projeto cresceu e hoje não funciona apenas em escolas, mas em academias e espaços públicos, tendo como objetivo a ampliação da oferta dessas modalidades para um número maior de cariocas. As modalidades oferecidas são Capoeira, Jiu-Jitsu, Judô, Boxe, Luta Livre Esportiva e Muay Thai. “Sem dúvidas, esse projeto é um dos mais importantes da minha vida pública, tenho certeza que com os ensinamentos milenares das artes marciais, nossas crianças terão um futuro muito melhor, com respeito, hierarquia, disciplina, respeito ao próximo, ética e tantos outros ensinamentos que as artes marciais nos passam. Parabéns a todos os professores do projeto, pois as artes marciais não são apenas esportes, são ferramentas de educação”, exaltou Marcelo Arar. A ação do último final de semana contou com as presenças do prefeito Eduardo Paes, do secretário de Esportes Guilherme Schleder, da subsecretaria executiva de Esportes Anna Laura e dos faixas pretas de jiu-jítsu Arthur Gogó e Fabrício Xavier.