Bibiano Fernandes vê na parceria entre ONE Championship e RedeTV! a possibilidade de realizar o sonho de lutar no Brasil

0
472
Bibiano é o maior campeão da história do evento - Foto: Divulgação

A parceria entre ONE Championship e RedeTV!, que a partir do próximo dia 14 passa a transmitir os shows da organização asiática na TV aberta para todo o Brasil, empolgou o maior campeão da história do evento, o brasileiro Bibiano Fernandes, que vê na novidade a possibilidade de realizar um grande sonho. Dono de 10 defesas de cinturão, o peso-galo não luta no Brasil desde a sua estreia, em 2004.

Bibiano é o maior campeão da história do evento – Foto: Divulgação

“Eu tenho muita vontade de lutar no Brasil. Seria uma honra para mim. Não vejo a hora disso acontecer. Seria um sonho se tornando realidade. Amo meu país, amo meus compatriotas e seria um grande prazer lutar para o público brasileiro”, vislumbra o manauara radicado no Canadá.

Um atrativo que difere o ONE Championship da maioria das outras grandes organizações é o fato do evento combinar as regras atuais do MMA com as que consagrou o extinto Pride FC no final dos anos 90 e início dos anos 2000, como, por exemplo, a permissão para o chamado “tiro de meta”.

“O ONE é diferente e atraente. As regras, a mentalidade. Só quem já foi à Ásia e acompanhou um show do ONE entende o que estou falando”, destaca Bibiano. “Além disso, os lutadores asiáticos têm muita garra, coração e são respeitosos, não são de falar merda, então acredito que isso seja favorável para os patrocinadores”.

O UFC ainda é o principal foco do público do MMA, mas nos últimos anos o mercado se expandiu com o fortalecimento de outras organizações. Prova disso é a migração de renomados atletas para outros eventos e o fato do campeão peso-pena e leve do Bellator Patrício Pitbull e o próprio Bibiano serem apontados como os melhores lutadores de suas categorias no mundo mesmo não estando no Ultimate.

“Nós estamos fazendo história. Os atletas acreditam que a única vitrine é o UFC, mas eu discordo disso. Tem Bellator, Brave, PFL, ONE Championship. Patrício Pitbull e Adriano Moraes (campeão peso-mosca do ONE) são prova disso. O problema é que a maioria dos atletas tem aquela visão conservadora. Eu, não. Busquei a plataforma que me ajudaria a crescer, e o ONE Championship me ajudou bastante. Sou muito feliz e realizado no ONE”, afirma Bibiano, que fechou com o ONE em 2012 após recusar um convite do UFC.