BJJ Internacional da CBJJE consagra campeões

0
137
Evento consagrou campeões - CBJJE

Realizado pela CBJJE no último fim de semana (27 e 28), o BJJ Internacional de Jiu-Jitsu Esportivo – Gi & No-Gi – reuniu grandes equipes e nomes de destaque do cenário nacional em ação no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, que recebeu lutas de alto nível.

Evento consagrou campeões – CBJJE

Entre as equipes, a grande campeã geral (Gi & No-Gi) foi a Alliance, somando 30 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze. Em segundo veio a PSLPB Cícero Costha, com a Melqui Galvão em terceiro. Lotus Club e Fratres JJ completaram o Top 5.

Presidente da CBJJE, Moises Muradi fez um balanço do evento e projetou o Brasileiro de Jiu-Jitsu Esportivo, marcado para os dias 23, 24 e 25 de junho, também em São Paulo.

“O BJJ Internacional foi mais um torneio para completar o lindo calendário da CBJJE em 2023, um evento maravilhoso, com premiação em dinheiro, revelações do esporte e funcionando como um preparativo forte para o Brasileiro de Jiu-Jitsu Esportivo, em junho, que promete pegar fogo”, analisou Moises.

No masculino adulto faixa-preta – grande atração do campeonato -, destaque para a Fratres JJ, que colocou Vinicius Liberati (campeão) e Reyson Lima no topo do pódio do absoluto, enquanto Leandro Rounaud (campeão) e Lucas Maquiné dominaram o absoluto cruzador. Já sem o quimono, Juan Felippe (Guigo) e Iago Siqueira (Melqui Galvão) faturaram o ouro duplo: peso e absoluto.

Jovem faixa-preta da Fratres JJ, Lucas Maquiné, que foi campeão peso-pena (Gi), analisou sua participação no BJJ Internacional e destacou o trabalho desenvolvido pela CBJJE ao longo dos últimos anos.

“Fiz três lutas, ganhei por pontos, e estou feliz com a performance, um Jiu-Jitsu pra frente, isso é fruto da minha constância das competições. Quero manter esse ritmo e chegar bem nos maiores eventos do ano. Seguirei trabalhando para dar o meu melhor”, disse Lucas, que completou sobre sua ausência no Mundial da IBJJF, que ocorre nesta semana, na Califórnia (EUA):

“O visto tem sido um problema para muitos atletas que querem viver do Jiu-Jitsu e tem o sonho de disputar o Mundial, mas infelizmente é assim, a gente tem que esperar o tempo de Deus. Logo logo vocês vão me ver brilhando naquela pirâmide”.

Passado o BJJ Internacional, que ainda teve o Parajiu-Jitsu presente mais uma vez, a CBJJE agora se prepara para o Brasileiro de Jiu-Jitsu Esportivo, dias 23, 24 e 25 de junho, e que tem inscrições abertas no site www.soucompetidor.com.br.