Boxe: Brasil termina a Eindhoven Box Cup com cinco ouros

0
117
Bia Ferreira conquistou o ouro na categoria até 60kg - CBBoxe

A seleção brasileira de boxe finalizou, nesta segunda-feira (20), com chuva de ouros a Eindhoven Box Cup. Por lá, Beatriz Ferreira (60kg), Caroline Almeida (50kg), Michael Trindade (51kg), Luiz Oliveira (57kg) e Keno Marley (92kg) se sagraram campeões da competição. Além deles, Tatiana Chagas (54kg), Abner Teixeira (+92kg) e Wanderley Pereira (80kg) levaram a prata.

Bia Ferreira conquistou o ouro na categoria até 60kg – CBBoxe

Durante a Eindhoven Box Cup participaram boxeadores de todo o mundo, incluindo seleções do Canadá à Austrália e da Mongólia ao Brasil. Por lá, 200 boxeadores de vinte países diferentes apareceram na Holanda nos últimos dias. A competição é uma importante preparação para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

No lugar mais alto do pódio

Medalhista de prata nas Olimpíadas de Tóquio 2020, bicampeã mundial amadora e atual detentora do cinturão mundial no profissional, Beatriz Ferreira conquistou mais um importante título em sua carreira. Beatriz Ferreira venceu a final (60kg) diante da holandesa Chelsey Heijnen por decisão unânime de 5 a 0, e faturou o seu primeiro título na Eindhoven Box Cup.

Caroline Almeida foi a segunda atleta do Brasil a conquistar o título na competição. Pela categoria até 50kg, ela venceu a final diante da inglesa Kelsey Oakley, com decisão dividida por 3 a 2. Em seguida, foi a vez de Michael Trindade levar mais uma dourada para o país. Ele venceu novamente o alemão Miles Okay (4 a 1) e se sagrou campeão do Eindhoven Box Cup nos 51kg! O brasileiro já havia encontrado o alemão nos ringues em oportunidade anterior, nos EUA, quando também saiu vitorioso.

Já classificado para a Olimpíada de Paris 2024, Luiz Oliveira conquistou mais um título na carreira. Ele dominou a luta contra o australiano Charlie Sênior e levou o título da categoria até 57kg por decisão unânime. Outro atleta garantido em Paris que ficou com o ouro no Eindhoven Box Cup foi Keno Marley. Ele venceu a final da categoria até 92kg contra o inglês Isaac Okoh, por decisão unânime.

Pratas na Holanda

Por outro lado, Tatiana Chagas (54kg), Abner Teixeira (+92kg) e Wanderley Pereira (80kg) ficaram com a prata. Tatiana perdeu a luta contra a australiana Monique Suraci em duelo intenso e equilibrado, mas que teve a decisão divida a favor de Suraci, por 3 a 2. Em seguida, Wanderley sofreu o revés unânime contra australiano Callum Peters.

Enquanto Abner Teixeira acabou não disputando a decisão do título contra o australiano Teremoana por recomendação da equipe técnica, que escolheu poupar o atleta, que ficou com a prata. Vale lembrar que Abner está com o joelho lesionado, com o ligamento cruzado anterior rompido desde meados de 2023. O medalhista olímpico já fez tratamento conservador e está focado em repetir o pódio em Paris.

Análise do Head Coach

Para Mateus Alves, a campanha brasileira foi satisfatória, e competir contra a Austrália, um dos rivais diretos do Brasil, foi muito produtivo para a preparação da equipe, que já visa bons resultados nos Jogos Olímpicos em 67 dias.

“Foi bem satisfatório, terminamos com cinco ouros, três pratas e um bronze. Cumprimos o principal objetivo, que foi ser campeão por equipes. Enfrentamos um dos adversários direto, que é a Austrália, que ficaram em segundo, então foi muito bom. Agora é dar um passo a mais na preparação para Paris, nessa fase de polimento que a gente já iniciou. Vamos fazer ajustes técnicos e táticos, ajustes físicos. O Eindhoven Box Cup foi um evento muito importante para fazermos essas avaliações, principalmente para ajustes individuais. Agora a atenção é no Grand Prix de Brasília, nossa última etapa antes da viagem para os Jogos”, analisou o treinador.

A próxima competição do calendário da Equipe Olímpica Permanente será o Pré-Olímpico Mundial, em Bangkok, na Tailândia, a partir de 24 de maio. Assim, a equipe viajou para a Ásia neste domingo e contará com três atletas no último evento classificatório: Viviane Pereira (75kg), Cleisson Charles (63,5kg) e Wanderson de Oliveira (71kg).