Brasil tem quatro vitórias no segundo dia de World Boxing Cup

0
106
Wanderley Pereira, o “Holyfield”, superou oponente britânico - Divulgação/COB

Mais quatro estreias vitoriosas para o Brasil no World Boxing Cup, disputada nos Estados Unidos. Na tarde desta quarta-feira (17), Keno Marley, Luiz “Bolinha” Oliveira, Michael Trindade, o “Pará”, e Wanderley Pereira, “Holyfield”, venceram seus adversários e avançaram para a semifinal da competição. Por outro lado, Wanderson “Shuga” de Oliveira obteve a única derrota do dia, pela categoria até 71kg.

O primeiro a entrar no ringue foi Michael Trindade, nos 51kg, contra o australiano Yusuf Chothia. Com estratégia desde o início do combate, “Pará” subiu a guarda e acertou golpes importantes, mas o adversário mostrava mais volume na luta. Desse modo, o brasileiro venceu o primeiro round por 3 a 2, mas perdeu o segundo por 4 a 1. Com resultado aberto, Michael foi mais ativo e aumentou a intensidade dos jabs, vencendo o round por 3 a 2 e confirmando vitória por decisão dividida (3-2).

Wanderley Pereira, o “Holyfield”, superou oponente britânico – Divulgação/COB

Logo depois, foi a vez de Wanderley Pereira entrar em ação nos 80kg. Ele encarou o britânico Ramtin Musah. Encontrando a distância rapidamente, conseguiu aplicar vários golpes no rival. Musah tentou revidar no fim do primeiro round, mas seus socos foram de pouco impacto e Wanderley saiu na frente com 4 a 1. Precisando do resultado, o adversário partiu para cima e empatou no segundo round devolvendo o 4 a 1. No último round, o brasileiro mostrou o porquê do apelido de Holyfield e dominou o duelo para vencer por decisão dividida.

Bolinha (57kg) iniciou a luta contra o australiano Charlie Senior com uma postura bastante ofensiva. Com uma boa sequência de golpes encaixados, ele venceu o primeiro assalto por unanimidade, recebendo 10 a 9 de quatro juízes e 10 a 8 de um deles. Na sequência, o combate se equilibrou, com o australiano crescendo no duelo. Mesmo assim, o brasileiro se saiu melhor em mais um round, agora por 10 a 9 em todas as avaliações. Atrás do resultado, Charlie partiu para o ataque buscando um nocaute. Luiz Oliveira apenas administrou sua vantagem e sacramentou sua vitória na luta.

Mais tarde, Keno Marley encarou o estadunidense Danel Brown, válido pela chave até 92kg. Em uma disputa franca, os dois lutadores começaram emplacando bons golpes. No entanto, foi o brasileiro que levou a melhor e venceu o assalto por unanimidade. Na sequência, o atleta da casa partiu para cima na busca de dominar o combate. Porém, Keno aproveitou da sua ótima envergadura, encaixou algumas investidas e saiu vitorioso em mais um round, sob vaias da torcida local. No fim, Marley abusou da sua experiência e controlou sua vitória até o último segundo.

Por fim, foi a vez de Wanderson de Oliveira entrar no ringue no até 71kg, diante do estadunidense Keon Davis. Seu combate começou mais estudado, com ambos os boxeadores tentando poucas investidas. Depois, o atleta da casa conseguiu ser mais eficiente e venceu o primeiro assalto para quatro dos cinco árbitros. Logo depois, o brasileiro passou a ter uma postura mais ofensiva, mas que não foi suficiente para triunfar no round. Por fim, Keon se defendeu bem e decretou o resultado positivo para si.