Como apostar em Anderson Silva x Tito Ortiz e Holyfield x Belfort

As apostas no UFC dão lugar aos palpites no boxe neste final de semana. Com o Ultimate de folga até o card do próximo dia 18, com Anthony Smith x Ryan Spann como main event, os fãs das lutas – e dos lucros nas melhores casas de apostas esportivas da internet – têm a chance de faturar com dois duelos envolvendo grandes lendas dos esportes de combate. O evento deste sábado (11), no Seminole Hard Rock, na Flórida, é promovido pelo Triller Fight Club e terá dois confrontos pesadíssimos: Anderson Silva x Tito Ortiz e Vitor Belfort x Evander Holyfield, ambos com regras oficiais de boxe.

O Spider já se provou no ringue em meados deste ano, quando bateu Julio Cesar Chávez Jr. por decisão dividida. Ortiz, por outro lado, fará sua estreia no boxe profissional. Na luta principal, o ex-campeão Evander Holyfield volta ao ringue depois de dez anos para encarar Belfort, cujo último combate no boxe ocorreu em 2006. O card será exibido pela TV Globo e pelo canal Combate. A seguir, as cotações das lutas segundo o Odds Shark, disponíveis para palpites no Bodog, site referência do ramo. Os odds são da tarde desta quinta-feira, dia 9, e podem oscilar um pouco até o momento do evento.

 

Peso casado – (R$ 1,10) Anderson Silva x Tito Ortiz (R$ 6,50)

Anderson já mostrou que entende do riscado ao calçar as luvas para encarar Chávez Jr. no Estádio Jalisco, em Guadalajara, em junho. Aos 46 anos, ele tinha a vantagem física sobre o ex-campeão mundial dos médios, de 58 anos, mas o que mais chamou atenção foi a boa técnica do Spider como pugilista. Anderson inclusive fez suas tradicionais provocações no ringue, com direito a várias fintas e esquivas. Isso explica o enorme favoritismo do Spider, cuja vitória paga R$ 1,10 para 1 no Bodog, ou seja, um lucro de 10%.

Tito Ortiz tem a mesma idade que Anderson, mas se despediu do UFC bem antes (há nove anos) e desde então fez apenas seis lutas, com desempenho bem discreto. O ex-campeão meio-pesado do Ultimate tem poder de nocaute, mas sua mobilidade é bem mais limitada e sua parte física não está tão afiada quanto a de Anderson. Além disso, o peso casado de 88,5 quilos beneficia o Spider, acostumado a cortar peso para atuar entre os médios (Ortiz passou quase toda a carreira lutando na faixa dos 93 quilos).

Além do melhor ritmo de competição e da vantagem física, Anderson tem claramente um enorme trunfo a seu favor, que é o fato de ser especialista em trocação. Apesar do jiu-jitsu afiado, o Spider sempre brilhou mais como striker – e, para melhorar, ele treinou com Luiz Dórea, mestre de Acelino Popó Freitas, para seu retorno ao ringue. Já Ortiz construiu sua carreira no MMA com a força de seu wrestling, ou seja, o americano subirá ao ringue sem poder usar suas melhores técnicas. Uma vitória de Ortiz seria uma enorme zebra.

 

Peso pesado – (R$ 1,60) Vitor Belfort x Evander Holyfield (R$ 2,20)

 

A notícia de que Belfort encararia Holyfield caiu como uma bomba no mundo das lutas, já que o adversário previsto inicialmente era Oscar de la Hoya, que testou positivo e foi até hospitalizado com Covid-19 na semana passada. Holyfield, um dos gigantes da história do boxe, topou entrar no card e fará sua primeira luta em dez anos – ele não sobe ao ringue desde maio de 2011, quando nocauteou o dinamarquês Brian Nielsen. Hoje com 58 anos, Holyfield entra como azarão conforme as casas de apostas, pagando R$ 2,20 para 1; já um triunfo de Belfort devolve R$ 1,60 para 1, ou seja, lucro de 60%.

Apesar da enorme diferença de idade e do longo período de inatividade de Holyfield, não é difícil entender as cotações bem mais parelhas que em Anderson x Ortiz. Afinal, o velho rival de Mike Tyson é um boxeador nato e mesmo no fim da carreira seguia com incrível poder de nocaute. Por outro lado, Belfort sempre foi visto como um lutador completo, já citado inclusive como um atleta capaz de fazer sucesso no ringue caso tivesse optado pelo boxe profissional. Sua única luta oficial aconteceu em 2006, com nocaute técnico sobre o também brasileiro Josemario Neves. Vitor tem grande chance de fazer história no sábado.

Confira todos os combates e as cotações do Bodog para o evento deste sábado (11/9) no hotel e cassino Seminole Hard Rock, na Flórida:

CARD PRINCIPAL (por volta de 23h, horário de Brasília)

  • (R$ 2,20) Evander Holyfield x Vitor Belfort (R$ 1,60)
  • (R$ 1,10) David Haye x Joe Fournier (R$ 6,50)
  • (R$ 1,10) Anderson Silva x Tito Ortiz (R$ 6,50)
  • (R$ 1,87) Andy Vences x Jono Carroll (R$ 1,87)

A seguir, as cotações atualizadas das apostas de longo prazo nas lutas mais esperadas do UFC para os próximos meses. Os odds também são do Bodog:

UFC 266 (25 de setembro, em Las Vegas)

  • Peso pena – (R$ 1,55) Alexander Volkanovski x Brian Ortega (R$ 2,40)
  • Peso mosca feminino – (R$ 1,07) Valentina Shevchenko x Lauren Murphy (R$ 8,00)
  • Peso meio-médio – (R$ 2,00) Nick Diaz x Robbie Lawler (R$ 1,83)

UFC 267 (30 de outubro, na Ilha da Luta)

  • Peso meio-pesado – (R$ 1,37) Jan Blachowicz x Glover Teixeira (R$ 3,10)
  • Peso palha feminino – (R$ 1,71) Amanda Ribas x Virna Jandiroba (R$ 2,15)
  • Peso leve – (R$ 4,50) Rafael dos Anjos x Islam Makhachev (R$ 1,20)