Em visita à CMSystem, Popó diz que só aceitou luta contra Belfort a pedido da Globo

0
133
Vitor Petrino, Cristiano Marcello, Popó e Elizeu Capoeira na CMSystem - Divulgação

Enquanto aguarda a definição sobre a luta contra Vitor Belfort, Acelino Popó fez uma visita ao centro de treinamento da CMSystem, em Curitiba, nesta quinta-feira (18/04). O tetracampeão mundial de boxe viu de perto o trabalho desenvolvido por Cristiano Marcello e se mostrou impressionado com a estrutura da equipe.

Vitor Petrino, Cristiano Marcello, Popó e Elizeu Capoeira na CMSystem – Divulgação

“Vim conhecer de perto a estrutura dessa casa que já fez muitos campeões, ver de perto o trabalho desenvolvido pelo Cristiano Marcello. Para quem é lutador e vê uma estrutura dessa fica encantado. Não é em qualquer lugar que se vê uma estrutura desse nível. Realmente estou muito encantado”, destacou Popó em bate-papo exclusivo com o Sportbuzz.

Sobre as negociações para tirar do papel a luta de boxe contra Vitor Belfort, o baiano alegou que o rival estaria dificultando a realização do combate.

“Ele está querendo fazer a mesma coisa que o Bambam fez, apenas promover. Agora ele está questionando o contrato, falando em dinheiro. Quando você desafia alguém, é porque você quer enfrentar aquela pessoa, pelo menos é assim comigo. Quando eu desafio alguém, eu estou disposto a pagar um preço”, disse.

Ainda de acordo com o tetracampeão mundial de boxe, o principal entrave, no momento, envolve o peso combinado para a luta.

“Ele quer pesar 89kg, e o máximo que eu chego é 75kg. Ele vai pesar 89kg e, no dia da luta, vai estar com uns 100kg. Não tem porquê eu aceitar isso”, disse Popó, que ainda afirmou que só está disposto a insistir na luta porque foi um pedido da TV Globo, que possui os direitos de transmissão do Fight Music Show.

“Na verdade, não tem nem porquê eu lutar com ele, eu só aceitei esse desafio porque é uma proposta que a Globo fez para mim. A Globo tem interesse em fazer essa luta. Meu interesse é apenas lutar, é um interesse profissional. Não quero algo que seja bom para ele ou para os dois, eu quero o que é bom para mim, e o que é bom para mim é que ele pese no máximo 85kg. O cara que bate 89kg, ele bate 85kg, e o Vitor já lutou nesse peso”, concluiu.