Fabricio Andrade espera dominar Jonathan Haggerty na luta pelo título de Kickboxing do ONE

0
103
Fabrício Andrade é campeão peso-galo do ONE - Divulgação

Campeão peso-galo de MMA do ONE Championship, Fabricio Andrade vai em busca de mais um cinturão da organização asiática. Nesta sexta-feira (3), quando acontece o ONE Fight Night 16, o brasileiro encara Jonathan Haggerty pelo título peso-galo de Kickboxing. Campeão dos galos no Muay Thai, Haggerty é considerado favorito nesse confronto por se dedicar apenas a trocação, mas o brasileiro discorda dessa avaliação. Fabrício garante que tem uma vasta experiência profissional no Kickboxing e que mostrará isso no confronto no Lumpinee Stadium, em Bangkok, na Tailândia.

“Eu acho que levo total vantagem sobre ele no Kickboxing porque eu já estou mais acostumado com as regras, mesmo que eu já não lute há algum tempo nessas regras. Eu nunca parei de treinar o meu striking, e estou mais familiarizado com as regras do Kickboxing. Acredito também que levo vantagem no Boxe e na potência dos golpes. Acredito que tenho mais potência que ele e serei mais agressivo na luta. E, no decorrer da luta, isso vai me dar alguma vantagem e eu vou conseguir nocautear ele”, garantiu Fabrício.

Apesar de ter começado no Kickboxing, Fabrício Andrade lutou exclusivamente no MMA nos últimos anos. Ainda assim, ele acha que a sensação britânica está enfrentando um desafio maior ao fazer a transição do Muay Thai para o Kickboxing pela primeira vez.

“Vai ser uma luta muito difícil para ele. Haggerty nunca praticou Kickboxing, então não está acostumado com as regras. As pessoas dizem que ele está em vantagem porque eu estou mudando drasticamente de esporte, do MMA para o Kickboxing, algo que ninguém quer fazer, mas acho que vai ser muito mais difícil para ele”, analisou.

Além disso, o brasileiro tem certeza de que será o striker mais poderoso na noite da luta. Com quatro vitórias por nocaute no ONE, Andrade tem se mostrado um dos nocauteadores mais temidos no MMA, capaz de encerrar a luta com joelhadas, chutes ou socos. Ele também vê a derrota por nocaute de Haggerty em 2020 para o campeão peso-mosca de Muay Thai do ONE, Rodtang Jitmuangnon, como prova de que ele não será capaz de lidar com a maior potência de golpes de uma categoria de peso acima da sua.

“O Haggerty foi nocauteado pelo Rodtang, e essa derrota foi numa divisão abaixo. Como somos de uma categoria acima, haverá uma grande diferença de potência nos golpes. E acredito que tenho muito mais poder de soco do que os caras da divisão inferior. Então, o Haggerty vai realmente sentir a força dos meus golpes nessa categoria de peso”, garantiu.

Fabrício analisa o jogo de Haggerty

Embora Fabricio Andrade esteja cheio de confiança antes do confronto pelo título de Kickboxing contra Jonathan Haggerty, isso não significa que ele não tenha feito a sua lição de casa. O brasileiro reconhece que o britânico é um oponente técnico e que está sempre pronto para aproveitar as oportunidades que aparecem na luta. Ao mesmo tempo, ele observa que Haggerty não terá acesso a uma de suas melhores armas: as cotoveladas.

“Ele é um lutador muito técnico e esse é um dos seus pontos fortes. Ele trabalha bem nos erros do adversário. Mas acredito que o ponto forte do jogo dele [Muay Thai] são as fintas para acertar as cotoveladas. Mas, como será uma luta de kickboxing, ele não poderá usar cotoveladas. E o seu ponto fraco é que ele não consegue absorver bem os golpes. Então, eu pretendo explorar isso para ter vantagem na luta”, concluiu.