Jungle Fight 127: Vanderlei Soul Glo finaliza e conquista o cinturão interino dos meio-médios para São Paulo

0
114
Soul Glo conquistou o cinturão interino dos meio-médios - Foto: Bruno Limoeiro

Vanderlei Soul Glo aumentou a sua coleção de finalizações e conquistou o cinturão interino dos meio-médios do Jungle Fight, neste sábado (8/6), na capital paulista. Com o triunfo, o representante de São Paulo garantiu automaticamente a revanche contra o campeão linear, o sergipano Anderson Astro da Maldade.

Momento em que Soul Glo apaga o adversário – Bruno Limoeiro

No duelo deste sábado, Vanderlei Soul Glo e Glebson Santos começaram investindo na luta em pé. Ambos os lutadores tiveram bons momentos. Aos 3 minutos e 36 segundos, porém, a mão do paulista entrou. O paraibano até tentou se defender com uma queda, mas já caiu dentro de um impiedoso triângulo, e apagando.

O cinturão do Brasileirão do MMA, mesmo que interino, não é uma novidade para Vanderlei Soul Glo, que já havia sido campeão entre março e maio do ano passado, quando foi destronado justamente por Anderson Astro da Maldade. Agora, além de unificar os títulos, Soul Glo ainda terá a chance de devolver a derrota ao algoz.

Em sua 15ª edição na cidade de São Paulo desde a pandemia, o Jungle Fight, mais uma vez, lotou a arena. Os 8 mil presentes no ginásio Mauro Pinheiro, no Ibirapuera, vibraram a cada luta. Dos 12 combates do card, nada menos que nove foram definidas por via rápida – foram seis nocautes e três finalizações.

Um desses nocautes foi relâmpago. Micael de Jesus mandou Ariston França para a lona com um cruzado aos 27 segundos de luta. Descobertos nas seletivas das Eliminatórias Jungle, Douglas Silva e Eduardo Dutra mostraram ao que vieram, lutaram para cima e finalizaram seus oponentes ainda no primeiro round.

“Em pouco mais de dois anos, foram 15 eventos em São Paulo. Isso mostra a força da capital nacional do MMA. Nesta edição batemos 6 pontos de audiência à 1h45 da manhã na Globo. Isso é gigantesco. Agradeço muito ao prefeito Ricardo Nunes, ao vereador George Hato e ao secretário de Esportes Felipe Becari pelo apoio total ao esporte como ferramenta de inclusão social. E se preparem, guerreiros, que o próximo Jungle Fight é dia 20 de julho”, destacou Wallid Ismail.

“Mais uma edição sensacional do Jungle Fight na cidade de São Paulo, evento de altíssimo nível. É o Jungle Fight 127, no geral, mas é a edição de número 15 aqui em São Paulo desde a pandemia, comprovando que a nossa cidade é a capital do MMA”, relembrou o vereador paulista George Hato.

“A energia da arena em uma edição do Jungle Fight é contagiante. Recomendo a todo mundo vir pelo menos uma vez para sentir. Nossa gestão tem orgulho de apoiar um evento assim, em promover a saúde e a inclusão social através do esporte”, exaltou o secretário de Esportes da cidade de São Paulo, Felipe Becari.

Confira abaixo os resultados do evento:

Jungle Fight 127
Ginásio do Ibirapuera, São Paulo-SP
Sábado, 8 de junho de 2024

Vanderlei Soul Glo venceu Glebson Monteiro por finalização aos 3min36s do R1
Marlon Brito venceu Daniel Silva por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-27)
Jeferson Capone venceu Guilherme Silva por nocaute técnico aos 1min11s do R1
Micael de Jesus venceu Ariston França por nocaute técnico aos 27s do R1
Guilherme “Revira” venceu Michael “Nenê” por nocaute técnico aos 3min41s do R1
Matheus Silva venceu Gabriel “The Rock” por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Rafael “The Violent” venceu Juliano Lubke por nocaute técnico aos 4min52s do R1
Wanderson Cascavel venceu Vitinho Zmish por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Ryan Rubens venceu Israel “Rottweiller” por nocaute técnico aos 4mins24s do R2
Diego MacDhiago venceu Gabriel Soares por nocaute técnico aos 2min31s do R2
Eduardo Dutra venceu Kevin Camargo por finalização a 1nin18s do R1
Douglas Silva venceu Guilherme Simões por finalização aos 4min07s do R1