Roberto Leitão falece no Rio aos 83 anos; assista à última entrevista concedida pelo mestre

Lenda da luta no Brasil vai relembrar suas grandes histórias - Foto: Arquivo pessoal

Figura importante da luta no Brasil, o mestre Roberto Leitão faleceu neste sábado, aos 83 anos, vítima de complicações causadas pela Covid-19. Nascido em Laguna-SC e criado desde pequeno no Rio de Janeiro, o engenheiro mecânico foi um grande incentivador e desenvolvedor da Luta Olímpica no país.

Roberto Leitão foi convidado do RESENHA PVT em junho deste ano. Em um bate-papo de quase duas horas, ele relembrou seu início na luta e os episódios mais marcantes que viveu durante a carreira. Assista no vídeo abaixo:

Fundador da primeira Federação de Luta Olímpica do Brasil, em 1979, Roberto Leitão também teve participação importante no desenvolvimento da Luta-Livre Esportiva. Faixa-preta 10º, ele afiou a luta agarrada de lutadores como Marco Ruas, Pedro Rizzo, Renato Babalu e Gustavo Ximu.

No ano de 2017, Roberto Leitão, professor aposentado de Engenharia Mecânica na Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC Rio), lançou o livro “Biomecânica da Luta”, no qual destrincha movimentos da luta agarrada de forma científica e metodológica.

O PVT deseja seus sentimentos à família, amigos, fãs e alunos do Mestre.