Moicano avalia qualidades e deficiências de Paddy Pimblett, mas acredita que UFC não gostaria de ver duelo entre eles acontecer

0
85

Em entrevista ao “Depois do Gongo” do PVT no último sábado, Renato Moicano, entre outros assuntos, especulou seu próximo adversário no UFC. O peso pena tem alguns nomes em mente, mas quem ele realmente gostaria de enfrentar ainda parece distante. O brasileiro aceitaria o “queridinho” Paddy Pimblett como rival, mas que acredita que esta não é uma luta que estaria nos planos do UFC por agora, pois poderia frear o “hype” do jovem inglês, que vem de três vitórias seguidas na organização, enquanto Moicano vem de derrota, mas possui 13 lutas no evento e 8 vitórias.

“Como lutador devemos entender nosso ‘papel no filme’. Estou vindo de uma derrota e esperando que o UFC me ofereça algum cara invicto fazendo sua estreia no UFC, ou algum russo duro, mas isso não é problema, estou acostumado a matar dois leões por dia e é isso que preciso fazer para voltar ao ranking, mas se quiserem me dar um presente surpresa, Paddy Pimblet será muito bem-vindo, seria como ganhar na loteria. Sem dúvida, ele tem qualidades. É capaz de absorver socos e tem uma habilidade de solo razoável. Mas seu wrestling não é bom, ele não é forte fisicamente e sua trocação também está abaixo da média. Temos que entender o negócio, os números dele nas redes sociais são incríveis e também o hype dele com os fãs, então entendo perfeitamente que o UFC ‘cuide’ dele. Dar um cara como o Moicano não faria sentido agora”, reconheceu o lutador da ATT, apontando três oponentes como possíveis adversários.

“Drew Dobber, Jallin Turner ou Brad Ridel. Dobber provou mais uma vez o quão duro é vencendo o Rafael Alves no último sábado, mas com certeza tenho técnica para vencê-lo. Um cara alto como Jalin Turner também seria uma luta muito interessante para mim, mas uma vez que ele vem de vitórias, provavelmente seria mais fácil se o UFC me desse seu último oponente, o Brad Ridel, que seria interessante para mim também”, enumerou Moicano.