Inicio Blog

PAPO DE LUTA #26: Borrachinha x Vettori, finais da PFL, Glover x Blachowicz e demais lutas do UFC 267

O PAPO DE LUTA desta segunda-feira foi recheado de assuntos temas: teve a derrota de Paulo Borrachinha na batalha de cinco rounds Marvin Vettori e as outras participações brasileiras no UFC do último sábado, incluindo a atuação do “highlander” Francisco Massaranduba; as finais dos GPs da PFL, que acontece nesta quarta-feira, com três brasileiros no páreo (Antônio Cara de Sapato, Bruno Cappelozza e Raush Manfio); e o UFC do próximo sábado, com Glover Teixeira disputando o cinturão dos meio-pesados contra Jan Blachowicz, Petr Yan x Cody Sandhagen valendo o título dos galos, Islam Makhachev x Dan Hooker, Amanda Ribas x Virna Jandiroba e muito mais.

Rafael Cordeiro reprova desafio entre Pelé e Dida

Hoje um dos mais renomados treinadores de MMA do planeta, Rafael Cordeiro também é um dos grandes nomes da Chute Boxe. A respeito do desafio entre Pelé Landy e André Dida, o líder da Kings MMA colocou panos quentes. Para ele, não vale a pena, a essa altura do campeonato, os dois ex-parceiros de treinos promoverem esse desafio, pois, em sua opinião, todos têm mais a perder do que ganhar.

Pelé confirma desafio a Dida, mas sugere vale-tudo: ‘Até cabeçada’

Pelé antes da semifinal com Johil

Durante o RESENHA PVT na semana passada, José Pelé Landy lançou um desafio às lendas de Curitiba para uma luta de boxe sem luvas no Círculo Militar. André Dida atendeu ao desafio e se colocou à disposição. Nesta tarde, o cubano radicado no Brasil enviou um novo vídeo ao PVT, no qual sugere um combate de muay thai no estilo vale tudo à moda antiga, valendo, até mesmo, cabeçada.

André Dida responde a desafio de Pelé Landy

Pelé Landi lançou um desafio às lendas de Curitiba durante o RESENHA PVT na semana passada para um duelo de boxe sem luvas, e citou alguém com “tatuagem com mão de fogo”. Com um fogo tatuado no antebraço, André Dida respondeu ao ex-parceiro de Chute Boxe. Em vídeo enviado ao PVT, o líder da Evolução Thai aceita o desafio para o combate.

Faixa-coral Cassio Cardoso relembra sua trajetória no Jiu-Jitsu

O RESENHA PVT recebeu o faixa-coral Cássio Cardoso. Considerado um dos alunos mais técnicos de Carlson Gracie, tendo sido, inclusive, o primeiro lutador a se tornar faixa-preta em apenas cinco anos de treinamento, o mineiro radicado no Rio de Janeiro relembrou toda a sua trajetória, desde os primeiros passos nos tatames (com Rolls Gracie), passando pelo auge no anos 80, quando venceu todos os campeonatos da época, pela rivalidade com Marcelo Behring, até sua importância como treinador, tendo participado diretamente na formação de outros ícones da geração subsequente como Murilo Bustamante e Ricardo De La Riva.

 

Alunos de projetos sociais são destaques em competições de Jiu-Jitsu e Wrestling no Rio de Janeiro

Alunos da Providência foram destaques no campeonato de Jiu-Jitsu - Foto: Divulgação

Alunos de projetos sociais de lutas das comunidades cariocas apoiados pela Legião da Boa Vontade e seus parceiros deram um verdadeiro show em competições realizadas na última semana no Rio de Janeiro. No Jiu-Jitsu, foram 27 medalhas conquistadas, sete delas de ouro; na Luta Olímpica (Wrestling), mais dois ouros.

Alunos da Providência foram destaques no campeonato de Jiu-Jitsu – Foto: Divulgação

Um dos palcos foi o Rio Challenge da SJJSAF, realizado na Arena da Juventude, em Deodoro. Lá, liderados pelo faixa-preta Caio Cordeiro, alunos do projeto de Jiu-Jitsu que existe dentro da Escola Municipal Dom Helder Câmara, localizado no Engenho de Dentro, faturaram 17 medalhas, sendo cinco de ouro, seis de prata e seis de bronze, com destaques para os campeões Phelipe Gabriel, Vitor Hugo, Ísis Araújo e Adriele Matos, no kids; e Guilherme da Costa, no adulto.

Na mesma competição, alunos da Geração UPP da unidade da Providência, liderados pelo policial militar faixa-preta Thiago Diorgenes, conquistaram cinco medalhas, sendo duas de ouro, uma de prata e duas de bronze. Os destaques foram os campeões Kauã Guimarães e Raycon Gabriel.

A cerca de 20 quilômetros dali, na Arena da Barra, a turma de Luta Olímpica da Geração UPP do Jacarezinho, liderada pelo policial militar Cassio Antônio Bernardo, faturou dois ouros na etapa estadual dos Jogos Escolares da Juventude, com Rebeca Camille de Oliveira Fonseca e Gedeone Alves Barreto, que automaticamente se classificaram para a etapa nacional da competição.

Além da LBV, apoiam os projetos a Super Rádio Brasil AM 940, Prime Esportes, Boomboxe, Secretaria de Municipal de Educação e Secretaria Estadual de de Esporte, Lazer e Juventude do Rio de Janeiro por intermédio da subsecretaria.

Bruno Blindado aponta vantagem de Borrachinha em duelo contra Vettori

Embalado por dois nocautes em duas lutas no UFC, Bruno Blindado disse o que espera do confronto no alto do ranking de sua categoria, entre Paulo Borrachinha e Marvin Vettori, marcado para este sábado em Las Vegas. Para o paraibano, por mais que o italiano seja bom e duro, ele não é excelente em nenhuma área, o que dá vantagem ao nocauteador Paulo Borrachinha.

Apostas no UFC: Borrachinha é azarão em seu retorno ao octógono

As apostas no UFC prometem mobilizar a torcida brasileira neste fim de semana. Afinal, um dos atletas mais populares do MMA nacional na atualidade voltará a lutar depois de uma longa espera dos fãs. Paulo Borrachinha ficou pouco mais de um ano sem disputar um combate oficial após a derrota para Israel Adesanya no UFC 253, mas agora tem uma ótima chance de se recuperar encarando o forte italiano Marvin Vettori – que, por sinal, aparece como favorito nas melhores casas de apostas esportivas, deixando o brasileiro na condição de azarão no evento deste sábado (23), em Las Vegas.

Assim como Borrachinha, Vettori desafiou Adesanya e foi derrotado – e quem ganhar a luta deste fim de semana tem boas chances de encaminhar uma futura revanche contra o campeão. Além dessa lutaça no peso médio, o UFC Fight Night Borrachinha x Vettori tem mais cinco brasileiros escalados, com direito a um confronto direto entre duas atletas do país. Confira a seguir as cotações das lutas, fornecidas pelo Odds Shark e disponíveis para quem vai apostar no Bodog, um dos melhores sites desse segmento. Esses odds são da tarde desta quarta-feira, dia 20, e podem variar um pouco até o dia do evento.

 

Peso médio – (R$ 2,25) Paulo Borrachinha x Marvin Vettori (R$ 1,66)

Que baita desafio para Borrachinha em seu retorno ao octógono. O brasileiro tem até um cartel superior ao do italiano, com apenas um revés na sua carreira (Vettori perdeu cinco), mas é fato que a parada será duríssima. Pagando R$ 2,25 para cada real investido em sua vitória no Bodog, Borrachinha tem de superar a falta de ritmo, pois está parado há muito mais tempo que seu oponente, e também a desconfiança de muita gente. A forma como o mineiro de 30 anos foi batido por Adesanya decepcionou muitos torcedores.

Borrachinha admitiu que não conseguiu colocar em prática seu estilo de luta na ocasião, e prometeu voltar ser o lutador que engatou treze vitórias seguidas até aquele combate. Só que é inegável que Vettori mostrou mais contra Adesanya – foi derrotado nos pontos – no UFC 263, em junho deste ano. Trata-se de uma luta de difícil prognóstico, mas uma coisa é clara: quem é fã de Borrachinha tem motivos de sobra para investir num triunfo brasileiro, não só pela motivação do mineiro como pelo ótimo retorno que sua vitória renderia.

Peso meio-médio – (R$ 1,80) Francisco Massaranduba x Dwight Grant (R$ 2,05)

O veteraníssimo brasiliense volta a ser escalado num card principal no evento deste fim de semana, e seu oponente também tem muita experiência – o americano Grant tem 37 anos e soma 11 vitórias e 3 derrotas na carreira. Mas que tal o histórico de Massaranduba, de 43 anos? São nada menos que 26 vitórias e 8 derrotas, uma carreira notável. Com lucro de R$ 1,80 para cada real investido no Bodog, o brasileiro é favorito a se recuperar do revés sofrido há alguns meses para Muslim Salikhov, que interrompeu uma série de três vitórias.

Peso palha feminino – (R$ 1,43) Tabatha Ricci x Maria Oliveira (R$ 2,85)

Confronto entre atletas brasileiras em Vegas! Tabatha Ricci, a “Baby Shark”, vai encarar a estreante Maria Oliveira. A paulista Tabatha, de 26 anos, vem da luta agarrada e estreou no Ultimate com derrota por nocaute para Manon Fiorot. Ainda assim, é favorita no duelo deste fim de semana já que Maria Oliveira, atleta fluminense de apenas 24 anos, fará sua primeira luta no UFC. Ela tem doze vitórias e quatro derrotas como profissional, disputou o Contender Series em 2018 e vem de dois triunfos seguidos. 

 

Confira todos os combates e as cotações do Bodog para o UFC Fight Night deste sábado (2/10), no UFC Apex, em Las Vegas (em destaque, os lutadores brasileiros escalados para o evento nos Estados Unidos):

CARD PRINCIPAL (a partir das 17h, horário de Brasília)

  • Peso médio – (R$ 2,25) Paulo Borrachinha x Marvin Vettori (R$ 1,66)
  • Peso leve – (R$ 1,28) Grant Dawson x Ricky Glenn (R$ 3,65)
  • Peso galo feminino – (R$ 1,77) Jessica-Rose Clark x Joselyne Edwards (R$ 2,10)
  • Peso pena – (R$ 3,35) Alex Caceres x Seung Woo Choi (R$ 1,33)
  • Peso meio-médio – (R$ 1,80) Francisco Massaranduba x Dwight Grant (R$ 2,05)
  • Peso meio-pesado – (R$ 1,27) Nicolae Negumereanu x Ike Villanueva (R$ 2,70)

CARD PRELIMINAR (a partir das 14h)

  • Peso médio – (R$ 1,90) Jun Yong Park x Gregory Robocop (R$ 1,90)
  • Peso palha feminino – (R$ 1,43) Tabatha Ricci x Maria Oliveira (R$ 2,85)
  • Peso médio – (R$ 3,00) Jamie Pickett x Laureano Staropoli (R$ 1,40)
  • Peso leve – (R$ 2,45) Khama Worthy x Jai Herbert (R$ 1,57)
  • Peso mosca – (R$ 1,58) Jeff Molina x Daniel Lacerda (R$ 2,40)

Peso palha feminino – (R$ 1,80) Livinha Souza x Randa Markos (R$ 2,05)

Werdum destaca processo evolutivo de Marvin Vettori desde a chegada da Itália

Fabrício Werdum viu Marvin Vettori chegar bastante novo na Kings MMA vindo da Itália em busca do sonho de ser campeão do UFC e acompanhou de perto todo o processo evolutivo do italiano, que neste sábado encara Paulo Borrachinha na luta principal. Em entrevista ao PVT, o ex-campeão peso pesado do UFC exaltou as qualidades do parceiro de equipe.

Wallid crê em vitória com autoridade de Borrachinha rumo à disputa de cinturão

Wallid Ismail está confiante de que Paulo Borrachinha irá vencer Marvin Vettori com autoridade na luta principal do UFC do próximo sábado em Las Vegas. Em recente participação no PVT, o empresário disse ainda acreditar que, com um resultado favorável, o brasileiro deve ir direto para uma nova disputa de cinturão.

Siga o PVT

55,000FansCurtir
51,000SeguidoresSeguir
124,000InscritosSe inscrever

Instagram