Inicio Blog Página 2

Rigan Machado relembra bastidores da luta contra o primo Rickson Gracie

AJB/RIO - 25/10/07 III COPA CAMPANY JIU-JITSU - RICKSON GRACIE, CATEGORIA ABSOLUTA - FAIXA PRETA. FOTO PRODUZIAD EM 18/10/86 FOTO: RAIMUNDO VALENTIM/AJB

Invicto dos 8 aos 23 anos, Rigan Machado foi escalado para enfrentar o primo Rickson Gracie, que já era consagrado, numa das mais icônicas lutas de Jiu-Jitsu dos anos 80. Em participação no RESENHA PVT, o integrante da família Machado relembrou os bastidores do confronto, a conversa que teve com Rickson antes da luta e o que aprendeu com ela.

Murilo Bustamante realiza seminário online em parceria com o canal Woohoo

Faixa coral de Jiu-Jitsu dará um seminário ao vivo e interativo no dia 25 de setembro - Foto: Divulgação
Faixa coral de Jiu-Jitsu dará um seminário ao vivo e interativo no dia 25 de setembro – Foto: Divulgação

Murilo Bustamante é uma das maiores referências quando o assunto é arte marcial. Primeiro brasileiro a conquistar o cinturão do UFC, maior evento de MMA do mundo, campeão Brasileiro e Mundial pela IBJJF, maior organização de Jiu-Jitsu do planeta, e um dos maiores representantes do Jiu-Jitsu no antigo Vale-Tudo, o faixa-coral resolveu dividir todo o seu conhecimento em um novo formato. Em parceria com o canal Woohoo, o líder da Brazilian Top Team (BTT) realizará no dia 25 de setembro um super seminário online e interativo.

“É um projeto novo que estou fazendo, muito por conta deste momento de pandemia que estamos vivendo, onde fica muito difícil o deslocamento. Eu costumo viajar muito dando aulas e seminários pelo mundo, mas nesse período ficou difícil fazer um tour. Então, a solução que encontrei foi realizar um seminário online, ao vivo, interativo, onde as pessoas que participarem poderão mandar suas perguntas e outras questões que queiram estudar junto comigo sobre Jiu-Jitsu. É o mesmo formato que eu faço nos meus seminários presenciais, onde eu procuro dividir a minha expertise em Jiu-Jitsu, MMA e Vale-Tudo com os participantes”, explicou Murilo Bustamante.

Para participar do seminário basta acessar o site www.seminarios.crescent.com.br/murilo-bustamante e fazer a sua inscrição. O primeiro lote está com preço especial. E quem adquirir o seminário terá o direito de assisti-lo durante um ano.

Ex-treinador desmente Belfort sobre quase ter se classificado para as Olimpíadas de Sidney

Vitor Belfort, que enfrenta a lenda Evander Holyfield neste sábado, fez um post no Instagram no início de agosto dizendo que só não foi à Olimpíada de Sidney em 2000 por conta de uma cirurgia no menisco. Treinador da seleção brasileira de Boxe à época, Ulysses Pereira o desmentiu, dizendo que o astro do MMA sequer fez parte da seleção, tendo feito apenas um sparring contra Marcelino Novaes, em Cuba, onde acabou desistindo após lesionar o joelho.

Próxima luta de Mike Tyson deve ser contra Evander Holyfield, Lennox Lewis ou Riddick Bowe, revela Rafael Cordeiro

Aproveitando o super evento deste sábado, que terá Evander Holyfield contra Vitor Belfort, além de Anderson Silva e Tito Ortiz, buscamos saber sobre a próxima luta de Mike Tyson. O ex-campeão mundial retornou aos ringues em novembro do ano passado, aos 54 anos, numa luta de apresentação contra Roy Jones Jr, mostrando estar com o Boxe em dia.

Treinador da lenda, o brasileiro Rafael Cordeiro revelou em entrevista ao CONEXÃO PVT há duas semanas que Tyson deve lutar em dezembro ou fevereiro. O adversário sai da lista composta por Evander Holyfield, Lennox Lewis e Riddick Bowe. Desses, Holyfield e Lewis já o venceram.

Como apostar em Anderson Silva x Tito Ortiz e Holyfield x Belfort

As apostas no UFC dão lugar aos palpites no boxe neste final de semana. Com o Ultimate de folga até o card do próximo dia 18, com Anthony Smith x Ryan Spann como main event, os fãs das lutas – e dos lucros nas melhores casas de apostas esportivas da internet – têm a chance de faturar com dois duelos envolvendo grandes lendas dos esportes de combate. O evento deste sábado (11), no Seminole Hard Rock, na Flórida, é promovido pelo Triller Fight Club e terá dois confrontos pesadíssimos: Anderson Silva x Tito Ortiz e Vitor Belfort x Evander Holyfield, ambos com regras oficiais de boxe.

O Spider já se provou no ringue em meados deste ano, quando bateu Julio Cesar Chávez Jr. por decisão dividida. Ortiz, por outro lado, fará sua estreia no boxe profissional. Na luta principal, o ex-campeão Evander Holyfield volta ao ringue depois de dez anos para encarar Belfort, cujo último combate no boxe ocorreu em 2006. O card será exibido pela TV Globo e pelo canal Combate. A seguir, as cotações das lutas segundo o Odds Shark, disponíveis para palpites no Bodog, site referência do ramo. Os odds são da tarde desta quinta-feira, dia 9, e podem oscilar um pouco até o momento do evento.

 

Peso casado – (R$ 1,10) Anderson Silva x Tito Ortiz (R$ 6,50)

Anderson já mostrou que entende do riscado ao calçar as luvas para encarar Chávez Jr. no Estádio Jalisco, em Guadalajara, em junho. Aos 46 anos, ele tinha a vantagem física sobre o ex-campeão mundial dos médios, de 58 anos, mas o que mais chamou atenção foi a boa técnica do Spider como pugilista. Anderson inclusive fez suas tradicionais provocações no ringue, com direito a várias fintas e esquivas. Isso explica o enorme favoritismo do Spider, cuja vitória paga R$ 1,10 para 1 no Bodog, ou seja, um lucro de 10%.

Tito Ortiz tem a mesma idade que Anderson, mas se despediu do UFC bem antes (há nove anos) e desde então fez apenas seis lutas, com desempenho bem discreto. O ex-campeão meio-pesado do Ultimate tem poder de nocaute, mas sua mobilidade é bem mais limitada e sua parte física não está tão afiada quanto a de Anderson. Além disso, o peso casado de 88,5 quilos beneficia o Spider, acostumado a cortar peso para atuar entre os médios (Ortiz passou quase toda a carreira lutando na faixa dos 93 quilos).

Além do melhor ritmo de competição e da vantagem física, Anderson tem claramente um enorme trunfo a seu favor, que é o fato de ser especialista em trocação. Apesar do jiu-jitsu afiado, o Spider sempre brilhou mais como striker – e, para melhorar, ele treinou com Luiz Dórea, mestre de Acelino Popó Freitas, para seu retorno ao ringue. Já Ortiz construiu sua carreira no MMA com a força de seu wrestling, ou seja, o americano subirá ao ringue sem poder usar suas melhores técnicas. Uma vitória de Ortiz seria uma enorme zebra.

 

Peso pesado – (R$ 1,60) Vitor Belfort x Evander Holyfield (R$ 2,20)

 

A notícia de que Belfort encararia Holyfield caiu como uma bomba no mundo das lutas, já que o adversário previsto inicialmente era Oscar de la Hoya, que testou positivo e foi até hospitalizado com Covid-19 na semana passada. Holyfield, um dos gigantes da história do boxe, topou entrar no card e fará sua primeira luta em dez anos – ele não sobe ao ringue desde maio de 2011, quando nocauteou o dinamarquês Brian Nielsen. Hoje com 58 anos, Holyfield entra como azarão conforme as casas de apostas, pagando R$ 2,20 para 1; já um triunfo de Belfort devolve R$ 1,60 para 1, ou seja, lucro de 60%.

Apesar da enorme diferença de idade e do longo período de inatividade de Holyfield, não é difícil entender as cotações bem mais parelhas que em Anderson x Ortiz. Afinal, o velho rival de Mike Tyson é um boxeador nato e mesmo no fim da carreira seguia com incrível poder de nocaute. Por outro lado, Belfort sempre foi visto como um lutador completo, já citado inclusive como um atleta capaz de fazer sucesso no ringue caso tivesse optado pelo boxe profissional. Sua única luta oficial aconteceu em 2006, com nocaute técnico sobre o também brasileiro Josemario Neves. Vitor tem grande chance de fazer história no sábado.

Confira todos os combates e as cotações do Bodog para o evento deste sábado (11/9) no hotel e cassino Seminole Hard Rock, na Flórida:

CARD PRINCIPAL (por volta de 23h, horário de Brasília)

  • (R$ 2,20) Evander Holyfield x Vitor Belfort (R$ 1,60)
  • (R$ 1,10) David Haye x Joe Fournier (R$ 6,50)
  • (R$ 1,10) Anderson Silva x Tito Ortiz (R$ 6,50)
  • (R$ 1,87) Andy Vences x Jono Carroll (R$ 1,87)

A seguir, as cotações atualizadas das apostas de longo prazo nas lutas mais esperadas do UFC para os próximos meses. Os odds também são do Bodog:

UFC 266 (25 de setembro, em Las Vegas)

  • Peso pena – (R$ 1,55) Alexander Volkanovski x Brian Ortega (R$ 2,40)
  • Peso mosca feminino – (R$ 1,07) Valentina Shevchenko x Lauren Murphy (R$ 8,00)
  • Peso meio-médio – (R$ 2,00) Nick Diaz x Robbie Lawler (R$ 1,83)

UFC 267 (30 de outubro, na Ilha da Luta)

  • Peso meio-pesado – (R$ 1,37) Jan Blachowicz x Glover Teixeira (R$ 3,10)
  • Peso palha feminino – (R$ 1,71) Amanda Ribas x Virna Jandiroba (R$ 2,15)
  • Peso leve – (R$ 4,50) Rafael dos Anjos x Islam Makhachev (R$ 1,20)

Nilson Castro relembra bastidores dos 5 carecas de Curitiba e guerras no IVC

O RESENHA PVT dessa quinta-feira recebeu Nilson Castro. Linha de frente da Chute Boxe, o curitibano relembrou seus momentos mais marcantes: o início na Chute Boxe; o episódio dos 5 carecas de Curitiba; o Histórico Vale Tudo contra a Capoeira; os treinos internos com Pelé, Wanderlei e Anderson e a famosa australiana; a experiência sangrenta no torneio do IVC 11; as lutas contra Ximu, Daniel Acácio, Pé de Chumbo e Akihiro Gono; e a rivalidade com a BTT.

Ulysses Pereira: ‘Tito Ortiz não vai tocar o Anderson’

Ex-treinador da seleção brasileira de Boxe e com experiência treinando atletas de MMA, como Vitor Belfort, membros da Chute Boxe no auge, Paulo Borrachinha e, atualmente, Michel Pereira, Ulysses Pereira afirmou que o melhor Boxe do MMA sempre foi o de Anderson Silva e que, se Spider estiver na mesma forma física com a que lutou contra Julio Cesar Chavez Jr, Tito Ortiz não irá nem tocá-lo.

Demian Maia faz balanço da carreira e não descarta voltar a lutar pelo UFC

SINGAPORE, SINGAPORE - OCTOBER 26: Demian Maia of Brazil stands in his corner prior to his welterweight bout against Ben Askren during the UFC Fight Night event at Singapore Indoor Stadium on October 26, 2019 in Singapore. (Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images)

Demian Maia é o convidado desta edição do CONEXÃO PVT. Com o contrato recém-encerrado com o UFC, o representante do Jiu-Jitsu falou sobre a possibilidade de voltar ao octógono caso a companhia promova uma edição no Brasil, revelou que deve retornar aos tatames (talvez no evento Spyder, na Coréia do sul); disse acreditar que a atual diretoria do Ultimate não gosta de luta agarrada; elegeu sua luta mais difícil, as preferidas e a finalização que mais o marcou; e disse se aceitaria uma proposta de eventos como Bellator ou PFL.

Roan Jucão afirma que treinos com wrestlers olímpicos pode ser a arma para deter lutadores russos

Líder da American Top Team Atlanta, Roan Jucão afirmou que é imprescindível ter o auxílio de wrestlers olímpicos na preparação para lutas contra russos do nível do campeão peso meio-médio do Bellator, Yaroslav Amosov, e do peso leve do UFC Islam Makhachev. Ele admitiu que a falta de um especialista condecorado no camp de Douglas Lima foi um dos fatores que contribuíram para a perda do cinturão do brasileiro para Amosov.

Ulysses Pereira analisa Belfort x Holyfield; Anderson x Ortiz; e disputa de cinturão de Robson Conceição

O Conexão PVT da última terça-feira foi com o mestre Ulysses Pereira. O ex-treinador de Vitor Belfort fez sua análise da luta de sábado com Evander Holyfield e também da preliminar entre Anderson Silva e Tito Ortiz. Treinador da seleção brasileira de boxe em duas olimpíadas, Pereira falou ainda do crescimento da modalidade no Brasil e comentou a luta de sexta feira (10/09) pelo título mundial dos superpenas (WBC) entre Robson Conceição e o atual detentor do cinturão Oscar Valdez, e ainda relembrou os detalhes do polêmico episódio do treino entre Belfort e Marcelino em Cuba. 

Ulysses Pereira falou ainda de seus alunos do MMA Trator, Borrachinha e Michel Pereira, escolheu o melhor boxer do MMA, dos treinos de Popó para a luta com Whindersson Nunes e relembrou um registro de Marcelo Alonso em 2005, quando levou seu aluno paraense Lyoto Machida para treinar na Chute Boxe com os já consagrados Wanderlei Silva e Shogun, com quem Lyoto acabaria lutando pelo cinturão do UFC dali a 4 anos. No sábado, logo após o evento, mestre Ulysses vai entrar conosco ao vivo no Depois do Gongo para analisar as atuações de Anderson Silva, Vitor Belfort e Robson Conceição.

Siga o PVT

55,000FansCurtir
51,000SeguidoresSeguir
122,000InscritosSe inscrever

Instagram