Primeiro Karate Combat de 2023 terá duelo Bruno x Bruno e duas disputas de cinturão

0
186
Temporada terá início em abril - Foto: Divulgação
O Karate Combat iniciará a temporada 2023 com a edição 38, que acontecerá no dia 1 de abril, em Miami, Flórida (EUA). No card, os destaque serão as disputas por cinturão nas categorias médio (até 84kg) e galos (até 61), além do desafio entre os brasileiros Bruno Souza e Bruno Assis na divisão dos leves (até 68kg).
Temporada terá início em abril – Foto: Divulgação

“Começaremos o ano com um card sólido e duas revanches mais que esperadas pelos fãs. Seguimos na construção da maior e melhor liga de luta em pé do planeta, degrau por degrau. Teremos muitas novidades importantes este ano”, afirmou o presidente da organização Adam Kovacs.

A luta entre os ‘Brunos’ trará contrapontos técnicos interessantes Representante da escola Machida, Souza confia na movimentação evasiva e contragolpes; Assis é conhecido pela agressividade e resiliência. Quem vencer se aproximará da disputa pelo cinturão contra o atual campeão, o também brasileiro Luiz Rocha.
“O Bruno (Assis) é um lutador duríssimo, tem golpes muito potentes e mais experiência do que eu no Karate Combat. Mas acredito ser o mais técnico nesse encontro, com melhor movimentação e melhor condicionamento físico. Pretendo iniciar a luta muito forte e dar um grande show para os fãs”, afirmou Souza.
“Gosto muito do Bruno (Souza). Sou fã do Lyoto e da escola Machida. Enfrentar alguém que admiro será algo novo na minha carreira. Essa luta vai mostrar muito do que aprendi recentemente. Fiz parte do camp no Team Alpha Male, nos Estados Unidos. Tenho certeza que vou surpreender e ampliar a evolução que tive nos últimos desafios. Aprendi muitas estratégias novas e vou colocar tudo em prática, sempre aliado ao ‘coração’ enorme de sempre”, disse Assis.
As disputas de cinturão do card serão duas revanches. Nos médios, o atual campeão Ross ‘Turbo’ Levine (EUA) enfrentará o espanhol Igor De Castanheda. Em janeiro do ano passado, Levine venceu por nocaute, e faturou o título posteriormente.
Nos galos, Jesus Lopez (Peru) e Eoghan Chelmiah (Irlanda) lutaram em dezembro do ano passado, e o resultado foi polêmico. Após cinco rounds equilibrados, a comissão atlética e o corpo de arbitragem se confundiram e registraram a vitória para o peruano. Mas foi o irlandês que havia vencido na contagem das papeletas.
No Brasil, os eventos do Karate Combat são transmitidos ao vivo e grátis em todas as plataformas digitais da organização. O KC 38 está programado para começar às 20h (horário de Brasília).