Projeto social de lutas na Igreja da Penha leva esperança a jovens do bairro

Alunos receberam a visita de Minotouro - Foto: Pedro Paulo Torres

Cartão postal do Rio, a Basílica Nossa Senhora da Penha abriga um projeto social voltado para as artes marciais que leva ensinamentos técnicos e educacionais a mais de 150 jovens das comunidades do entorno através do Instituto Igor Chatubinha.

Na última quinta-feira, os alunos receberam a visita de Rogério Minotouro, que foi ao local prestigiar a entrega de kimonos feito pela Legião da Boa Vontade em parceria com Super Rádio Brasil e Prime Esportes.

Alunos receberam a visita de Minotouro – Foto: Pedro Paulo Torres

“É gratificante ver o sucesso deste projeto porque ele é liderado pelo nosso aluno Igor Chatubinha, que é fruto de um projeto aqui da Penha; então, poder estar aqui realmente é muito especial para nós do Instituto Irmãos Nogueira”, destacou o veterano.

Inaugurado em janeiro, o projeto oferece aulas de Luta-Livre, Jiu-Jitsu e MMA a crianças e adolescentes do bairro da Penha. Além das técnicas das modalidades, os professores também ensinam sobre disciplina e respeito, que são os pilares das artes marciais.

Reitor da basílica, o padre Thiago Sardinha exaltou a ação desenvolvida na comunidade.

“Vamos seguir essa parceria bonita junto aos homens de boa vontade para que possamos nos unir pelo bem comum, para que possamos viver em dias de paz e proporcionar mais dignidade às pessoas, sobretudo as que mais precisam de ajuda”, declarou.

Na mesma semana foram entregues placas de tatames e kimonos para outro projeto abraçado por uma igreja, este localizado no Complexo da Maré. Batizado de Centro de Lutas Sagrada Família, a ação situada na paróquia de mesmo nome, atende a mais de 60 jovens da comunidade Nova Holanda.

“A ação vai além da luta, é mais do que chegar e treinar, é mostrar os caminhos possíveis para os jovens daqui. Isso beneficia os alunos e gera impacto em toda a comunidade”, frisou o faixa-preta Cristiano Cenoura, fundador do projeto ao lado do padre Sergio Mafra.