Pronto para sepultar má fase, Felipe Micheletti encara francês no Glory 84

0
163
Micheletti é o único brasileiro do card - Glory

O Glory 84 acontecerá dia 11 de março, em Roterdã (Holanda), e Felipe Micheletti será o único brasileiro em ação no card. O lutador paulista enfrentará o francês de origem argelina Nordine Mahieddine, na categoria meio-pesado (até 95kg).

Micheletti é o único brasileiro do card – Glory

Após a estreia na edição 60 e duas vitórias consecutivas que o alçaram no ranking, o kickboxer brasileiro amarga três derrotas na organização, mas acredita que o novo desafio configura a hora perfeita para redenção.

“Foram três circunstâncias que não me favoreceram nos últimos compromissos. A primeira foi o falecimento do meu pai. A segunda foi pegar a luta em cima da hora e no meio da pandemia. Em seguida, subi ao ringue com uma costela quebrada. Mas lutador tem de lutar e não gosto de dar desculpas. Sempre fui lá e cumpri com a minha palavra. Não tenho medo de nada e nem de ninguém. A hora é a melhor possível agora. Sinto que evoluí com todos esses contratempos. Estou pronto para buscar o título”, afirmou.

Adversário da vez, Nordine Mahieddine é considerado um dos pesos-pesados mais técnicos do Glory, e descerá de categoria pela primeira vez. Micheletti, que durante a carreira profissional já atuou nas duas divisões, pretende usar a experiência prévia como vantagem.

“Existe uma grande diferença de força e velocidade entre os dois pesos. Me sinto mais ágil com 95kg e mais forte como pesado. Sei que ele (Nordine) confia muito na potência dos golpes. Mas creio que terá dificuldades para se encaixar na divisão, e deve se sentir desconfortável com esta perda inerente de força”, disse Micheletti.

“Já acreditei muito na absorção (de golpes) e na brutalidade em cima do ringue. Mas tenho treinado para lutar cada vez mais inteligente e conduzir os rounds impondo minhas técnicas independente do perfil do adversário”, completou.

O Glory 84 terá uma super luta como evento principal. Campeão dos penas (até 66kg), o tailandês Petchpanomrung subirá de categoria para enfrentar o campeão dos leves (até 70) Tyjani Beztati, do Marrocos, pelo cinturão da divisão. O Combate transmitirá ao vivo para o Brasil (confirme o horário na grade de programação do canal).