Road to Future 2 tem show de nocautes e finalizações

Well Mutante confirmou o favoritismo - Foto: Gabriel/Road to Future

Realizada no último domingo, 18/07, em Curitiba, a 2ª edição do Road to Future manteve a média de nocautes e finalizações do evento. Dos nove combates do card, apenas dois deles terminaram em decisão dos jurados. 

Na luta principal, Well Mutante confirmou o favoritismo e não deu qualquer chance para o valente Diego Frigotto, que entrou na véspera da luta para substituir Vitor Regis, acometido pela reação da vacina contra o covid que tomou dias antes. 

Well Mutante confirmou o favoritismo – Foto: Gabriel/Road to Future

O paraense precisou de pouco mais de dois minutos para impor sua enorme envergadura, acuar o oponente na grade e definir com severas joelhadas na cabeça. Foi a sétima vitória consecutiva de Mutante, a sexta por nocaute. 

E por falar em nocaute, o mais brutal da noite foi para a conta de Joelson MecPão: um cruzado impiedoso que mandou Ronaldo Carrasco para a lona sem qualquer chance de reação. Foi o terceiro triunfo em sequência do peso-mosca. 

A edição também foi palco para duas finalizações muito técnicas: o armlock de Guido Prodígio que obrigou Otacílio Cena a dar as famosas batucadas no primeiro round; e o triângulo do estreante Enzo Matheus Kuakoski aplicado em Victor Galvão no terceiro round. 

Enzo Matheus não foi a única alegria da família Kuakoski no card. Seu irmão, Anthony David, que também fazia sua estreia como profissional, venceu Kauã Santos com uma performance irretocável, brindada com um nocaute técnico no segundo round. 

A 3ª edição do Road to Future acontece no dia 1º de agosto, em Goiânia. Assim como nos dois eventos anteriores, o card também foi formado com a colaboração do público. Acesse www.roadtofuture.com.br para mais informações. 

Confira abaixo os resultados completos do RTF 2:

Road to Future 2

Curitiba, PR

18 de julho de 2021

Wellckerssom Mutante venceu Diego Frigotto por nocaute técnico aos 2:33 do R1

Alessandro Gambulino venceu Dhouglas Puma por decisão unânime

Vitor Petrino Salvo venceu Caike Henrique de Souza por nocaute técnico aos 4:17 do R1

John David Snake venceu Matheus Nascimento por desistência (lesão no joelho) aos 1:20 do R1

Mário Fumagalli venceu Luid Lima por decisão dividida

Guido Prodígio finalizou Otacílio Cena com um arm-lock aos 4:19 do R1

Joelson Mec Pão venceu Ronaldo Carrasco por nocaute aos 0:53 do R3

Enzo Matheus finalizou Victor Galvão com um triângulo aos 2:47 do R3

Anthony David venceu Kauã Santos com um nocaute técnico a 1:12 do R2