Apostas no UFC: com Borrachinha na fila, Whittaker é favorito contra Gastelum

O UFC Fight Night deste sábado (17), em Las Vegas, deveria marcar o retorno de um dos mais populares atletas brasileiros da atualidade, mas Paulo Borrachinha teve de deixar o card por problemas de saúde. Com isso, a grande esperança de título para o Brasil dentro da categoria peso médio terá de esperar mais um pouco pela chance de vingar a derrota para o campeão Israel Adesanya. Borrachinha está de olho no combate principal, entre o australiano Robert Whittaker, o favorito nas cotações das casas de apostas esportivas da internet, e o americano Kelvin Gastelum, que substituiu o brasileiro no card.

Dependendo do resultado – e, claro, das circunstâncias do combate –, o vencedor poderá ganhar o title shot contra Adesanya ou ser escalado contra o próprio Borrachinha, em uma espécie de eliminatória para ver quem lutará pelo cinturão. Para a torcida brasileira, seria melhor que o azarão Gastelum levasse a melhor, já que Whittaker é o principal desafiante no momento e provavelmente pegará Adesanya logo em seguida se vencer neste sábado, fazendo com que Borrachinha tenha de esperar mais um tempo pelo título. Vale lembrar que Marvin Vettori, que bateu Kevin Holland no último dia 10, também está na fila.

O evento deste sábado tem outras atrações além do main event, mas o único brasileiro no card principal, Ricardo Carcacinha, acabou sendo cortado de última hora ao testar positivo para a Covid-19. Com isso, resta apenas uma representante do país no octógono montado em Las Vegas: Josiane Nunes, que aparece como favorita em sua primeira luta no UFC. As cotações listadas a seguir, fornecidas pelo Odds Shark, estão à disposição para apostas no Bodog, uma das melhores casas do ramo e referência internacional nesse mercado.

Peso médio – (R$ 1,37) Robert Whittaker x Kelvin Gastelum (R$ 3,10)

Diagnosticado com uma virose que interrompeu a etapa mais importante do treinamento para a luta, Borrachinha pediu ao UFC para adiar o duelo com Whittaker, mas Dana White preferiu escalar Gastelum e manter o ex-campeão em ação. O duelo entre o australiano e o americano deveria ter ocorrido em fevereiro de 2019, mas Whittaker passou mal e teve até de ser internado na madrugada do evento. Gastelum não só perdeu a chance de lutar pelo cinturão como ainda teve de pegar a pedreira Adesanya em seguida (e foi derrotado pelo atual campeão dos médios).

Com uma cotação de R$ 1,37 para 1 no Bodog em caso de vitória, Whittaker não apenas é melhor ranqueado como ainda vem de melhor sequência (vitórias sobre Jared Cannonier e Darren Till), além de ter feito uma preparação mais completa para o combate. Gastelum, por sua vez, quer agarrar a chance para voltar a se aproximar do cinturão. O problema é que seu retrospecto recente não anima: ele venceu só uma de suas últimas quatro lutas essa pode ser sua última chance de se manter entre os tops da categoria. Quem acreditar no californiano – conhecido por falar português fluente e torcer pelo Flamengo – poderá mais que triplicar seu investimento: sua vitória paga R$ 3,10 para 1.

Peso leve – (R$ 1,80) Jeremy Stephens x Drakkar Klose (R$ 2,05)

No segundo principal combate da noite, o experiente Jeremy Stephens é favorito diante de outro americano, Drakkar Klose. Segundo as casas de apostas, o combate tende a ser parelho, já que a diferença entre as cotações é pequena. Pagando R$ 1,80 para 1 em caso de vitória, Stephens é um dos atletas mais rodados do Ultimate e vai se aproximando de sua 50a luta como profissional. Sua fase atual, porém, é ruim: nos últimos cinco desafios, Stephens acumulou quatro derrotas e um no contest.

Peso galo feminino – (R$ 2,05) Zarah Fairn dos Santos x Josiane Nunes (R$ 1,80)

Sem Borrachinha nem Carcacinha, a missão de representar o Brasil ficou nas mãos de uma estreante. Josiane Nunes é paranaense, tem 27 anos e chega ao Ultimate com um cartel de sete vitórias e só uma derrota. Ela foi escalada para encarar a francesa Zarah Fairn, que ainda não venceu no UFC (perdeu para Megan Anderson e Felicia Spencer). Por isso, quem sobe ao cage como favorita é a brasileira: vitória de Josiane paga R$ 1,80 para 1 no Bodog.

Confira todos os combates e as cotações do Bodog para o UFC Fight Night deste sábado (17/4), no UFC Apex, em Las Vegas (em destaque, os representantes do Brasil):

CARD PRINCIPAL (a partir das 23h, horário de Brasília)

Peso médio – (R$ 1,37) Robert Whittaker x Kelvin Gastelum (R$ 3,10)

Peso leve – (R$ 1,80) Jeremy Stephens x Drakkar Klose (R$ 2,05)

Peso pesado – (R$ 1,80) Andrei Arlovski x Chase Sherman (R$ 2,05)

Peso médio – (R$ 1,33) Abdul Razak Alhassan x Jacob Malkoun (R$ 3,35)

Peso leve – (R$ 1,64) Luis Peña x Alex Munoz (R$ 2,30)

CARD PRELIMINAR (a partir das 20h)

Peso mosca feminino – (R$ 1,36) Tracy Cortez x Justine Kish (R$ 3,20)

Peso pesado – (R$ 1,69) Alexandr Romanov x Juan Espino (R$ 2,20)

Peso palha feminino – (R$ 3,25) Jessica Penne x Lupita Godinez (R$ 1,35)

Peso médio – (R$ 1,77) Bartosz Fabinski x Gerald Meerschaerst (R$ 2,10)

Peso leve – (R$ 1,52) Austin Hubbard x Dakota Bush (R$ 2,55)

Peso galo feminino – (R$ 2,05) Zarah Fairn dos Santos x Josiane Nunes (R$ 1,80)

Peso galo – (R$ 1,30) Tony Gravely x Anthony Birchak (R$ 3,50)