Bia Ferreira e Keno Marley conquistam o ouro e Brasil fecha Torneio de Strandja com melhor desempenho na história

0
159
Bia e Keno faturaram o ouro - Divulgação/Strandja Tournament

Beatriz Ferreira (60kg) e Keno Marley Machado (92kg) conquistaram a medalha de ouro no Torneio de Strandja de boxe, em Sófia, na Bulgária, na estreia da temporada internacional. Neste domingo (26), Bia bateu a chinesa Yang Wenlu, enquanto Keno superou o experiente equatoriano Julio Castillo, ambos por decisão unânime. O Brasil ainda teve um bronze com Abner Teixeira (+92kg) na competição, que é uma das mais renomadas da modalidade.

Bia e Keno faturaram o ouro – Divulgação/Strandja Tournament

A primeira a entrar em ação neste domingo foi Beatriz Ferreira. Vindo de três vitórias, a vice-campeã olímpica e mundial encontrou na final da categoria até 60kg uma das grandes surpresas da competição. Isto pois Yang Wenlu foi a responsável por eliminar a campeã mundial Rashida Ellis ainda na primeira fase. No entanto, na decisão, o poderio da brasileira se fez valer sobre a adversária. Bia impôs um forte ritmo e venceu todos os rounds, ganhando assim por decisão unânime dos juízes.

Dessa forma, Bia Ferreira assegurou sua terceira medalha de ouro no Torneio de Strandja, depois de também triunfar em 2019 e em 2021, nas últimas duas vezes em que participou do evento. O torneio abre a temporada da brasileira, que já terá a disputa do Campeonato Mundial no próximo mês, em Nova Délhi, na Índia. Além de ter sido vice-campeã em 2022, Bia levou o título da competição em 2019.

Keno consegue revanche

Horas mais tarde, foi a vez de Keno Marley entrar em ação, contra um adversário já conhecido, pela final da categoria até 92kg. Julio Castillo e o brasileiro se enfrentaram na final dos Jogos Sul-Americanos Assunção-2022 e o equatoriano levou a melhor na ocasião.

Além disso, o duelo colocou frente a frente dois atletas com currículos recheados de conquistas. Keno tem 22 anos, foi vice-campeão mundial em 2021 e campeão olímpico da juventude em 2018, enquanto Castillo conquistou a prata no Mundial de 2019 e tem três medalhas em Jogos Pan-Americanos no histórico.

Aproveitando-se da boa campanha em Strandja, Keno Marley conseguiu se impor sobre Castillo e foi dominante para vencer o combate por decisão unânime. O brasileiro levou os dois primeiros rounds por 10-9 na opinião dos cinco jurados e controlou a luta na última parcial. Foi dessa forma que o baiano de Sapeaçu conquistou o primeiro título do boxe brasileiro masculino na competição.

Melhor desempenho da história

O Brasil fechou o Torneio de Strandja com três medalhas. Além dos dois ouros, levou um bronze com Abner Teixeira (+92kg), após perder na semifinal para o armênio Davit Chaloyan. O país contou com uma equipe de 12 atletas no torneio. Eles agora voltam ao território nacional para se prepararem para os Campeonatos Mundiais, os Jogos Pan-Americanos e as demais competições da temporada.

Com dois ouros e um bronze, este foi o melhor desempenho do Brasil na história do Torneio de Strandja. Antes, a melhor campanha havia sido em 2019, quando o país levou uma medalha de ouro e três de bronze – na ocasião, Bia e Abner também medalharam. A última participação brasileira no evento havia sido em 2021, com a conquista de um ouro e dois bronzes.