​​Brasil já tem 11 boxeadores nas quartas de final do Pan-Americano de Santiago

0
59
Bia Ferreira confirmou o favoritismo - Foto: IBA

Depois de quatro dias de disputas do boxe nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, o Brasil já comemora a classificação de 11 atletas para as quartas de final da competição. Até agora, em nove lutas disputadas, foram oito vitórias. Neste domingo, Beatriz Ferreira, Tatiana Chagas e Yuri Falcão se juntaram a Luiz Oliveira, Viviane Pereira, Caroline Almeida, Michael Douglas e Wanderley Pereira, que também estrearam com vitória, entre os oito melhores de suas categorias. Além deles, Keno Marley, Abner Teixeira e Bárbara Santos entraram de bye na competição e já vão fazer suas primeiras lutas nas quartas. Pelas oitavas de final, falta lutar apenas Jucielen Romeu, que pode ser nesta segunda a décima segunda classificada. O único pugilista eliminado até agora foi Wanderson de Oliveira.

YURI FALCÃO

Na primeira luta deste domingo, Yuri Falcão estreou com vitória neste domingo nos Jogos Pan-Americanos. O lutador competiu na categoria até 63,5 kg e não deu chances para Tyshawn Jones, da Granada. O brasileiro dominou completamente a luta nos dois primeiros rounds e, no terceiro, fez o árbitro abrir contagem duas vezes. Na segunda, o juiz decidiu encerrar a luta e dar a vitória para o pugilista capixaba.

“A gente vem fazendo um belo trabalho há meses, estava confiante, estava bem e a consequência foi a vitória”, disse o Yuri Falcão, que diz não temer nenhum adversário na briga pela medalha de ouro e, consequentemente, pela classificação para os Jogos Olímpicos. “Não tem terror nenhum. Fizemos uma bela base e belos campeonatos de preparação. A gente vai subir lá para ganhar todas, acreditar no trabalho, acreditar nos treinadores e ir atrás das vitórias. A gente veio para ganhar e, para ganhar da gente, vai ser muito difícil”.

O caminho rumo ao título e à classificação para os Jogos Olímpicos tem um adversário de peso a menos na categoria de Yuri Falcão. O três vezes campeão mundial e medalhista olímpico, Lázaro Alvarez, de 32 anos, foi eliminado por decisão unânime dos jurados pelo canadense Wyatt Sanford, medalha de bronze no Campeonato Pan-Americano do ano passado.

BEATRIZ FERREIRA

Bia Ferreira confirmou o favoritismo – Foto: IBA

Campeã dos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, Beatriz Ferreira começou com vitória a defesa do título em Santiago-2023. A brasileira não deu chances à mexicana Esmeralda Reyes e venceu por unanimidade. Apesar disso, a campeã mundial e medalhista olímpica não gostou tanto assim de sua primeira luta na capital chilena.

“Foi muito bom sair vitoriosa, estou no jogo e na briga por esse bicampeonato. Esse é o foco! Eu vim para cá para garantir minha vaga (nos Jogos Olímpicos) e ter uma medalha. Então, eu provei aí que eu estou na briga e que eu sou capaz. Não saiu a luta como eu queria, mas meus treinadores falaram que foi bom. Confio neles! Então acredito que a gente vai melhorar nas próximas”, prometeu a atual campeã.

Apesar de ter dominado a luta, Beatriz Ferreira acredita que poderia ter feito uma exibição melhor. “Acho que falou mostrar um pouco mais do boxe que a equipe está tendo, o boxe que a gente vem treinando. Acho que eu poderia ter divertido mais, mas o importante é sair vitoriosa porque aí tem uma segunda chance de provar que a gente está com esse molejo”.

VITÓRIA SOFRIDA DE TATIANA CHAGAS

Pouco antes da estreia de Beatriz Ferreira, Tatiana Chagas sofreu diante da dominicana Esthefany León, mas conseguiu uma vitória incrível de virada.

A dominicana começou melhor o combate e venceu o primeiro round por decisão unânime dos jurados. Mas Tatiana Chagas voltou com tudo no assalto seguinte e fez com que a arbitragem abrisse contagem após acertar uma sequência forte de golpes na adversária. Depois, a luta voltou a ficar equilibrada e a brasileira acabou caindo. Mas não passou de um susto!

“Ali eu escorreguei! Eu sabia que no primeiro round, ela ia bem, mas depois ia cair o ritmo dela e foi aí que deu para eu mostrar o meu potencial”, explica Tatiana Chagas, que ainda precisou enfrentar uma luta extremamente franca no último round.

As duas boxeadores pouco se defenderam e trocaram muitos golpes, mas a brasileira conquistou a vitória em decisão dividida. Três juízes deram o resultado para Tatiana Chagas, enquanto dois consideraram Esthefany León a vencedora. “Se as minhas lutas não forem emocionantes, eu não lutei”, brincou a brasileira no final do combate.

ÚNICA DERROTA

Depois de vencer as oito primeiras lutas nos Jogos Pan-Americanos, o Brasil sofreu sua primeira derrota na última noite deste domingo. Wanderson de Oliveira foi derrotado pelo equatoriano José Gabriel Tenório e é o único brasileiro eliminado da competição até agora.

SEGUNDA-FEIRA

O Brasil volta ao ringue dos Jogos Pan-Americanos para mais quatro combates. Às 12h45, Keno Marley pode ser o primeiro brasileiro a conseguir uma vaga nas semifinais. Ele estreia nas quartas de final diante do colombiano Andrés Hurtado Colorado. Na parte da tarde, às 17h45, Jucielen Romeu encara a argentina Milagros Herrera. Ela é a única pugilista do país que ainda compete pelas quartas de final.

Primeiro brasileiro a competir em Santiago, Luiz Oliveira volta ao ringue nesta segunda-feira às 18h diante de Lucas Fernandez Garcia, do Uruguai, e Wanderley Oliveira enfrenta o dominicano Cristian Pinales. Ambos os combates valem pelas quartas de final das respectivas categorias e quem vencer avança à semifinal.