Chamado de “tio” por adversário, Massaranduba descarta aposentadoria: “Ainda tenho aquela chama”

0
171
Aos 44 anos, Massaranduba sequer pensa em parar de lutar (Foto: UFC)

Dez anos de UFC, 18 vitórias e 7 derrotas no evento, vitorioso nas últimas duas lutas. Aos 44 anos, Francisco Massaranduba pode se orgulhar de ser um funcionário do MMA e da organização, e não seria surpresa se já cogitasse aposentadoria. Porém, o brasileiro que enfrenta Randy Brown no UFC Fight Night deste sábado, não pensa em parar de fazer o que mais ama.

“Não penso nisso. Enquanto a chama estiver aqui, e eu acordar de manhã ansioso para treinar, correr, boxear, fazer wrestling, continuarei fazendo isso”, disse Trinaldo no media day desta quarta: “Não penso em entrar no ranking ou brigar pelo cinturão. Olho no espelho e me pergunto: ‘O que você da vida se não lutasse?’. No começo eu só queria comprar uma casa, uma casa para meus irmãos, dar uma vida melhor, mas agora faço isso por mim. Eu amo fazer isso. Quero continuar a dar trabalho a esses jovens que estão surgindo”, avisou o simpático piauiense.

Aos 44 anos, Massaranduba sequer pensa em parar de lutar (Foto: UFC)

Adversário de Massaranduba, Randy Brown vê o oponente mais lento devido a idade, mas ainda o vê como uma ameaça: “É uma honra enfrentá-lo. Tio Trinaldo já está aí há muito tempo. É alguém que eu tenho observado antes mesmo de entrar no jogo”, disse o americano no mesmo media day: “Ele é um veterano muito respeitado, tem poder, já vimos. Ele está sempre trazendo uma energia louca quando luta, ele é um pequeno Diabo-da-Tasmânia. Está mais velho agora, então ele está desacelerando e você pode ver isso. Mas, ainda assim, poder é algo Trinaldo não perdeu com a idade. Você o vê vencendo meio-médios de distância, então eu seria um tolo se não o respeitasse” derreteu-se Brown.

Randy Brown, 32 anos, sobre “tio” Massaranduba: “Parece o Demônio da Tazmânia” (Foto: UFC)