Em duelo de gerações, Bia Mesquita elogia adversária, mas confia na experiência para vencer no BJJ Stars

Multicampeã mundial de Jiu-Jitsu enfrenta no dia 14 de novembro a recém promovida a faixa-preta Thamara Ferreira - Foto: Arquivo Pessoal

Um dos maiores nomes da história do Jiu-Jitsu feminino, Beatriz Mesquita será uma das estrelas do card do BJJ Stars, que acontece no dia 14 de novembro. Nove vezes campeã mundial, campeã do ADCC, Europeu e Pan-Americano, a faixa-preta de Letícia Ribeiro terá pela frente a atleta da nova geração Thamara Ferreira, que foi promovida a faixa-preta no ano passado e este ano já conquistou o Europeu da IBJJF. A superluta entre elas será um clássico duelo de gerações e Bia Mesquita espera que a sua experiência faça toda a diferença para sair vitoriosa do confronto.

Multicampeã mundial de Jiu-Jitsu enfrenta no dia 14 de novembro a recém promovida a faixa-preta Thamara Ferreira – Foto: Arquivo Pessoal

“A Thamara é uma menina que chegou agora na faixa-preta e chegou bem. Eu não a vi competindo muitas vezes, porque não vejo muitas lutas. Mas ela já competiu com algumas meninas da minha academia. Ela é uma menina dura, que já chegou ganhando o título Europeu na faixa-preta, então com certeza será uma luta muito boa. Mas estou confiante que a experiência será superior a vontade da nova geração. Sei muito bem como é estar do outro lado, de ser recém chegada a faixa-preta e pegar meninas mais experientes sem ter tanta responsabilidade. Mas tenho certeza que a minha vontade de estar bem em um campeonato e mostrar um Jiu-Jitsu bonito, para frente, além da minha experiência, serão o suficiente para vencer essa luta”, disse Bia Mesquita.

A faixa-preta da Gracie Humaitá está sem lutar há um ano. Além da pandemia, ela havia sofrido uma lesão. Mas o convite para o BJJ Stars a deixou motivada e ansiosa para voltar aos tatames. Ela está se preparando em São Paulo na equipe Dream Art, já que o consulado está fechado e ela não pode ir para San Diego fazer seu camp com sua professora Letícia Ribeiro. Mas ela está com boas expectativas para o duelo.

“Estou muito ansiosa. Tem exatamente um ano que estou sem competir. Então, participar deste evento me trouxe uma motivação a mais para me manter firme nos treinamentos de Jiu-Jitsu e na parte física. Estou doida para entrar no tatame e dar um show de Jiu-Jitsu, que é o que eu sei fazer de melhor e que estou com saudade de fazer. No total serão dois meses de camp, eu nunca treinei tanto para uma única luta. Então, tenho certeza que a galera pode esperar um show de Jiu-Jitsu, porque eu estarei mais preparada que antes. Fiquei muito tempo parada, mas tenho certeza que a minha vontade de voltar bem e dar show irá superar todas as minhas expectativas”, garantiu.

Apesar do treinamento intenso com os atletas da Dream Art, Bia Mesquita está confiante que terá o reforço de Letícia em seu córner no dia da luta.

“Conversei com a Letícia sobre isso. Eu queria estar lá com ela, são quase 15 anos de parceria e fidelidade, então ninguém melhor que ela para me preparar para qualquer desafio. Mas por conta da pandemia, o consulado está fechado e infelizmente não tenho como ir para San Diego. Recebi o convite da galera da Dream Art para me preparar aqui. Têm outros cinco atletas aqui que também irão competir no BJJ Stars, então o treinamento está todo voltado para esse evento. Todo mundo focado e com o mesmo objetivo. Tenho certeza que dará tudo certo. Estou muito confiante e, se Deus quiser, a Letícia estará no meu córner. Estamos fazendo de tudo para que ela esteja do meu lado, porque com certeza é um momento muito importante, e com ela tudo fica mais fácil”, concluiu.