Estreante no UFC, Lucas Alexander conta como rede social e Ronaldo Jacaré mudaram sua carreira

0
226

Por Alan Oliveira

Neste sábado, Las Vegas recebe mais uma edição do UFC, que terá a brasileira Viviane Araújo e a mexicana Alexa Grasso. Na mesma noite, Lucas Alexander fará sua estreia na organização, encarando o compatriota Joanderson Tubarão. Chamado faltando pouco mais de uma semana para evento, “The Lion” contou, em entrevista ao PVT, como foi o processo, e negou ter sido pego de surpresa.

“Recebi uma mensagem do meu empresário me perguntando se eu conseguia bater o peso em uma semana, e eu disse que sim. Ele ficou dois dias sem dizer nada, então fui treinar normal, fui almoçar com minha esposa sem me preocupar com peso. Quando não esperava nada mais, recebo a ligação de que eu estrearia no UFC. Foi maravilhoso, mas não posso dizer que fui pego de surpresa. Depois da minha última luta em fevereiro, fiquei sabendo que poderia aparecer algo com Contender Series ou UFC. Então me mantive treinando, perto do peso. Não tive tempo para me preparar para o adversário, mas isso não importa agora. Me sinto muito abençoado por estar onde estou hoje, vou lá sair na porrada e espero conseguir um ótimo resultado e começar com o pé direito”, disse o peso pena.

Lucas bateu tranquilamente o peso nesta sexta (Foto: UFC)

Alexander valoriza chegada ao UFC, e relembrou a trajetória ao maior evento do mundo. Natural de Campo Grande, zona Oeste do Rio de Janeiro, Lucas não treinava em academias grandes, badaladas. Em 2016, fez sua primeira luta amadora no WOCS e em seguida estreou como profissional em Portugal, onde acabou morando por oito meses, visando à evolução no MMA. Naquele país, não se viu evoluindo e retornou ao Brasil, onde continuou treinando e lutando. Até que, num momento de descanso com o amigo Diego “Magrinho” Silva, teve uma atitude que mudou sua carreira.

“Estava usando uma rede social e vi o Ronaldo Jacaré e o Alan Nuguete treinando numa academia pequena nos EUA. Eu e Diego mandamos mensagem para eles e para o treinador Julien Willians, pedindo uma oportunidade para treinar lá. Quando Jacaré foi para o Rio lutar contra Kelvin Gastelum, encontramos com ele e conseguimos a oportunidade”, contou Lucas, destacando a ajuda do treinador americano.

“Jacaré abriu as portas para gente, mas também não sei o que seria de nós sem o Julien. Quando cheguei nos EUA, não tinha lugar para ficar e ele me deixou ficar na casa dele. É um cara de um coração que não tem explicação, ajuda todos os lutadores da academia como pode e até quando ele não tem como ajudar, ele arruma um jeito”, agradece o brasileiro.

Lucas mora há quatro anos nos EUA, treina na Fusion Xcel e enxerga a mudança como fundamental para ter chegado ao UFC: “Aqui treino com caras como Rodolfo Vieira. Sou faixa azul de jiu-jitsu, mas treinando com um cara desse estou preparado para lutar no chão, até porque no MMA você vê faixa branca finalizar preta, você vê cara do jiu-jitsu nocautear lutador que é striker, por aí vai. Rodolfo me ajuda muito com meu jiu-jitsu, mas os dois caras que são peças fundamentais na minha evolução são o Bruno Antunes, que é o cara cuida da minha preparação física e também faixa preta de jiu-jitsu há anos, me ajudando no treino agarrado, e também o Juliens, meu treinador que é um dos melhores no grappling que eu já vi e já treinei, até porque se ele não fosse tão bom assim Rodolfo e Jacaré nunca teriam ficado na academia dele. Então estou pronto para os desafios no UFC”, finalizou “The Lion”.

UFC Vegas 62: Grasso vs Araújo
Sábado, 15 de outubro de 2022, Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL (20hs, horário de Brasília):
Alexa Grasso vs Viviane Araújo
Cub Swanson vs Jonathan Martinez
Dusko Todorovic vs Jordan Wright
Raphael Assunção vs Victor Henry
Misha Cirkunov vs Alonzo Menifield

CARD PRELIMINAR (17hs, horário de Brasília):
Mana Martinez vs Brandon Davis
Nick Maximov vs Jacob Malkoun
Joanderson Tubarão vs Lucas Alexander
Piera Rodriguez vs Sam Hughes
CJ Vergara vs Tatsuro Taira
Mike Jackson vs Pete Rodriguez