Ex-campeão do Jungle Fight, Bruno ‘Guerra’ estreia no Bellator em edição na França

0
101
Bruno Guerra é o novo contratado do Bellator - David Capibaribe

Ex-campeão peso-pena do Jungle Fight, Bruno “Guerra” Fontes teve sua estreia no Bellator marcada. O paulista radicado no Ceará vai lutar no dia 17 de maio, em Paris, contra o francês Asael Adjoudj, que vem de quatro vitórias na organização.

Bruno Guerra é o novo contratado do Bellator – David Capibaribe

Invicto na carreira, Bruno “Guerra” venceu todas as sete lutas que disputou como profissional, quadro delas por nocaute, duas por finalização e uma por decisão. Por sua vez, o francês também venceu sete vezes, mas perdeu uma, logo na estreia.

“Venho acompanhando e analisando e estudando as lutas e o estilo de combate dele. É um lutador técnico, completo, muito bem ranqueado e que também está em ascensão. É um excelente oponente para a minha estreia”, acredita o brasileiro.

A última atuação de Bruno “Guerra” foi em dezembro de 2022, quando defendeu o cinturão do Jungle Fight ao vencer o hoje campeão da mesma categoria Willian Colorado. Segundo ele, o período sem luta serviu para se preparar ainda mais.

“Eu estava muito ansioso, mas o tempo de espera veio para me ensinar a lidar com essa ansiedade de lutar, com a alta performance e também a dar o meu melhor um dia de cada vez até que este grande dia chegasse”, afirma.

“Sempre soube que eu iria evoluir a cada luta e a cada processo. Mas esse processo me levou a me encontrar ainda mais comigo mesmo e me aproximou ainda mais da minha natureza de combate”, disse o striker.

Quando Bruno “Guerra” assinou com o Bellator, há exato um ano, a organização ainda não havia sido vendida à PFL. Hoje, o brasileiro acredita que o sucesso de suas performances pode fazê-lo chegar ao cobiçado GP milionário.

“Não sabia como iria funcionar o Bellator após a venda, mas, como atleta profissional, sempre me mantive em atividade, em constante evolução e com foco, pois estarei sempre pronto para as oportunidades que aparecem”, frisa.

“Como atleta, pessoa e personalidade que está sempre mantendo o foco, a disciplina, aprendendo e em constante evolução e ascensão, eu seria um excelente atleta da divisão Bellator e PFL. Com muita fé em Deus eu vou chegar lá”, concluiu.