Felipe Bunes estreia no UFC neste sábado

0
334
Felipinho luta neste sábado - Divulgação

Depois de ter a sua luta de estreia no UFC cancelada às vésperas do evento – em junho do ano passado -, o potiguar Felipe Bunes finalmente fará o seu debute na maior organização de MMA do mundo. Felipinho subirá pela primeira vez no octógono neste sábado (13), quando acontece o UFC Fight Night 34, em Las Vegas, e terá pela frente birmanês Joshua Van, que vem de sete vitórias seguidas, sendo duas delas pelo UFC. E o atleta da Pitbull Brothers fez o dever de casa. Ele mapeou o jogo do seu adversário e garantiu que vai explorar as brechas durante o combate, especialmente na luta de chão.

Felipinho luta neste sábado – Divulgação

“O Joshua vem de uma boa sequência de vitórias. Acho ele perigoso na trocação, principalmente na curta distância. Ele é um cara agressivo, que anda muito para frente, sempre atacando, porém comete alguns erros. Eu não sou um cara com um volume de golpes como ele, mas não jogo para pontuar, eu atiro golpes para matar, como fiz contra o japonês Yuma Horiuchi quando conquistei o título do LFA. O ponto fraco dele é o grappling, e eu vou explorar isso da melhor forma no decorrer da luta. Se ele piscar, vai ficar sem o braço”, garantiu.

Felipinho possui um cartel com 19 lutas, sendo 13 vitórias, oito delas por finalização, e seis derrotas. Em janeiro do ano passado ele conquistou o título peso-mosca do Legacy Fighting Alliance (LFA) ao derrotar o japonês Yuma Horiuchi por nocaute técnico ainda no primeiro round. Já o seu adversário venceu nove lutas, sendo cinco delas por nocaute. Ele possui apenas uma derrota no cartel. Pelo UFC, Joshua Van triunfou nas duas lutas que fez até agora.

“Meu trabalho é bater e movimentar, mas não descarto levá-lo para o chão, afinal de contas eu tenho um bom Jiu-Jitsu, e essa é a kriptonita dele. No “papel” ele é melhor que eu na trocação, mas não com nível superior. Já o meu grappling é bem superior ao dele. Na última luta dele foi comentado que ele tinha começado a treinar Wrestling há pouco mais de seis meses”, analisou Felipinho, que aposta em uma vitória diante do birmanês por finalização.

“A minha previsão é vencer a luta por finalização. É minha estreia na organização e eu treinei muito para essa luta, então não vou deixar o meu “ego” falar mais alto e ficar só na trocação para tentar nocautear. Quero me apresentar bem. Se formos para o chão, vou buscar a finalização”, concluiu.