Keno Marley e Bolinha conquistam o título da World Boxing Cup

0
128
Keno Marley foi campeão na categoria até 92kg — Foto: Divulgação/IBA

Dupla de ouro! No último dia de disputa da World Boxing Cup, nos Estados Unidos, os brasileiros Keno Marley (92kg) e Luiz “Bolinha” Oliveira (57kg) venceram suas respectivas finais e subiram no lugar mais alto do pódio na competição. Nas outras participações dos atletas do Brasil, Abner Teixeira (+92kg), Jucielen Romeu (57kg) e Michael Trindade (51kg) acabaram com o vice-campeonato.

Títulos do Brasil

O primeiro a se sagrar campeão foi Bolinha, que entrou em cena para encarar o britânico Owain Harris na final da chave até 57kg. No início da luta, ele abusou das ótimas esquivas e encaixou boas investidas para triunfar no primeiro assalto. Depois, o brasileiro seguiu com o volume intenso de golpes no ataque e saiu melhor no round posterior. No final, ele apenas administrou sua vantagem e confirmou o título nos Estados Unidos.

Keno Marley foi campeão na categoria até 92kg — Foto: Divulgação/IBA

Mais tarde, Keno subiu no ringue na decisão da chave até 92kg, onde iria medir forças com o australiano Ikenna Enyi. Com um começo avassalador, o brasileiro passou por cima do seu rival e aplicou diversos golpes potentes de forma consecutiva. Sem conseguir seguir no combate, Ikenna teve que abandonar a final e dar o ouro da World Boxing Cup para Marley.

Derrotas brasileiras

Na disputa da categoria até 51kg, Michael enfrentou o estadunidense Terry Washington. Após um longo período de estudo entre os adversários, o brasileiro conseguiu encaixar uma boa sequência de golpes e levar a melhor no primeiro assalto. Na sequência, Terry passou a ter uma postura mais ofensiva e venceu o segundo round na avaliação de dois juízes, enquanto Parazinho foi o vitorioso para os outros três. Por fim, o atleta dos Estados Unidos acertou golpes cruciais na reta final do combate e se sagrou campeão do torneio.

Na única presença feminina do Brasil no dia, Jucielen Romeu encarou a britânica Elise Glynn na decisão da categoria até 57kg. Ela não teve um bom início de combate e acabou saindo atrás do placar após o fim do primeiro round. Porém, na sequência, a brasileira passou a concluir algumas investidas e venceu o assalto na avaliação de dois árbitros, mas não na dos outros três. Sem conseguir a virada no fim, ela encerrou sua campanha com a medalha de prata.

Finalizando o dia de finais, Abner Teixeira entrou no ringue para a decisão da categoria acima de 92kg, enfrentando o australiano Teremoana Teremoana. No entanto, com menos de um minuto de combate, o brasileiro acabou sofreu cruzados muito fortes na região do rosto. Quando aparentava estar bastante atordoado, o árbitro interrompeu a luta e iniciou a contagem contra Abner. Sem conseguir prosseguir no assalto, ele teve que desistir da disputa e o juiz declarou vitória para o boxeador da Austrália.