FMS Fight Night 3 tem intimação de Popó a Vitor Belfort

0
88
Popó voltou a desafiar Belfort - Marcio Farias/Divulgação FMS

O FMS Fight Night 3, realizado neste domingo (21), em Curitiba, teve sete das 10 lutas terminando por finalização ou nocaute. Os destaques da noite foram as vitórias convincentes de Luan “Miau”, que dominou seu oponente durante os três rounds; e os nocautes de Mário Sousa e Alan Silvério.

Popó voltou a desafiar Belfort – Marcio Farias/Divulgação FMS

O evento também teve outro momento marcante, quando o tetracampeão mundial de boxe Popó Freitas subiu no cage e fez uma convocação direta ao ex-campeão do UFC Vitor Belfort. Popó desafiou Belfort para um confronto no peso até 85kg.

“Vitor, você está pipocando. Você queria lutar com 89kg, mas sabe que eu peso normalmente 75kg. Vamos fazer o seguinte… nem eu, nem você. Eu topo lutar com 85kg. Quero ver se você é homem o suficiente. Vai aceitar ou vai correr?”, desafiou.

No duelo principal da noite, Luan “Miau” domina Dioginis “Overeem”

Luan “Miau” e Dioginis “Overeem” protagonizaram um duelo morno, estudado e muito equilibrado no main event do FMS Fight Night 3. Durante os três rounds, Luan controlou a distância e levou a luta para o solo, dominando de forma posicional seu adversário. Com essa estratégia debaixo do braço, garantiu a 22ª vitória de sua carreira, sendo a quinta seguida.

“Deixei a desejar um pouco hoje. Acabei fazendo uma luta mais segura e chata. Porém, mostramos um combate muito técnico. Queria ter entregado mais, mas optamos por uma luta mais estratégica. Meu time é o melhor do mundo, temos os melhores treinadores e lutadores. Eu gosto de sair no soco, colocando o instinto primata para fora. Sempre busco o nocaute, mas hoje, infelizmente, não foi possível. Meu adversário é um cara muito duro e baiano como eu. Estou feliz pela vitória e vou em busca de mais”, afirmou Miau.

Mario Sousa aplica nocaute assustador em Tyago Buda

No co-main event da noite, Mario Sousa desferiu um nocaute assombroso. Ambos os lutadores vieram decididos a liquidar a fatura ainda nos primeiros minutos de combate. Após uma troca de golpes poderosíssimos, Mario “Coração Valente” clinchou e aplicou uma joelhada devastadora no veterano Tyago Buda, que não resistiu e caiu apagado no solo do cage.

“O Buda é um atleta muito duro. Treinei muito para evitar os cruzados dele, mas saí do meu jogo e fui com tudo para cima. Eu falei para todo mundo da minha academia que eu iria nocautear com meu joelho direito, que está contundido e que me atrapalhou muito durante a preparação. Mamá Brito, eu quero o cinturão do FMS. Eu sou o melhor do Brasil, luto de 84kg, 93kg e até peso-pesado. Pode vir qualquer um, que eu bato”, desafiou Mario Sousa, que conquistou sua 19ª vitória no MMA.

Em duelo sul-americano, Alan Silvério derrota o paraguaio Renzo Cortti

No duelo Brasil x Paraguai, melhor para as cores verde e amarelo. Após ser dominado por todo o primeiro round e quase ser finalizado, o brasileiro Alan Silvério conseguiu uma incrível virada e nocauteou o paraguaio Renzo Cortti após um excelente direto na linha de cintura. Essa foi a 13ª vitória da carreira do paranaense, sendo a terceira seguida e a oitava por nocaute.

“Percebi que ele estava bastante cansado, porque desgastou muito os braços nos dois primeiros rounds. Então, busquei trabalhar mais o meu boxe e acabei nocauteando. O Renzo é um cara duro e estava aguentando bem os golpes na cabeça, por isso busquei trabalhar a linha de cintura e fui muito feliz com essa estratégia”, contou Alan.

RESULTADOS COMPLETOS DO EVENTO

Luan “Miau” venceu Dioginis “Overeem” por decisão unânime dos árbitros

Mario Sousa venceu Tyago “Buda” por nocaute aos 3m21s do 1º round

Alan Silvério venceu Renzo Cortti por nocaute técnico aos 2m47s do 3º round

Rafael “Bipolar” venceu Willyanedson Paiva por decisão unânime dos árbitros

Maycon Alcino venceu Fernando Bonatto por nocaute técnico aos 4m41s do 3º round

Vladimir Calvo venceu Emanuel Lopez por finalização (mata-leão) aos 0m52s do 1º round

Inglesson de Lara venceu José “Samuray” por nocaute com 1m11s do 2º round

Edivan “Pé de Sapo” venceu Ricardo Silva “Hellboy” por nocaute técnico aos 3m09s do 1º round

Nilza Camargo venceu Lu Corpinho por decisão dividida dos árbitros

Carlos Matos venceu Maylon Sousa por finalização (armlock) com 1m01s do 1º round