Os ‘torneios da vida’ vencidos por Natan Schulte antes de conquistar os GPs milionários do PFL

Bicampeão do GP milionário do PFL na divisão dos leves, Natan Schulte foi o convidado do RESENHA PVT dessa quinta-feira. Se hoje o catarinense de Joinville está muito bem estabilizado nos EUA, na reta final de preparação para a disputa do seu terceiro milhão de dólares, antes de conquistar seu primeiro GP na organização ele precisou de muita perseverança para não abandonar o sonho de ser um lutador profissional.

Antes de poder dedicar a sua rotina apenas à carreira de lutador, ele foi, além de outras coisas, entregador de laticínios, segurança, lavador de pratos, raspador de neve, ajudante de pedreiro e pintor. E foi durante um expediente numa pintura, todo sujo de tinta, que ele recebeu no celular o nome do seu adversário na estreia do primeiro GP: Chris Wade. A partir dali, sua vida mudou radicalmente. 

Confira a inspiradora entrevista do campeão peso leve do PFL: