PM acusado de matar lenda do Jiu-Jitsu será julgado por homicídio triplo qualificado

0
147
Leandro Lo foi assassinado no ano passado - Arquivo pessoal

Perto de completar um ano do assassinato do multicampeão Leandro Lo, a Justiça de São Paulo comunicou nesta segunda-feira (17) a sentença de pronúncia do policial militar Henrique Velozo. Isso significa que o acusado de matar o faixa-preta de Jiu-Jitsu vai ser julgado por homicídio triplamente qualificado pelo tribunal do júri.

Leandro Lo foi assassinado no ano passado – Arquivo pessoal

Foram mantidas as três qualificações oferecidas pelo Ministério Público de São Paulo, cerca de um mês após Leandro Lo ser morto com um tiro na cabeça. O crime aconteceu durante um show de pagode, no Clube Sírio, na madrugada do dia 7 de agosto, em São Paulo.

Essas decisões cabem recursos junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo. O policial militar, que se entregou na noite do assassinato de Leandro Lo, segue detido no presídio militar Romão Gomes.

As testemunhas e o próprio acusado de tirar a vida de Leandro já foram ouvidos pela Justiça em audiências nos últimos meses. Com a definição do PM indo ao tribunal do júri, o próximo passo do processo é aguardar para saber se vai ter recurso apresentado pela defesa do acusado. Em seguida, o juiz vai determinar a data do julgamento.