Reinaldo Ekson disputa cinturão do maior evento de MMA da África do Sul

0
96
Ekson luta nesta quinta-feira - Divulgação
Ekson luta nesta quinta-feira – Divulgação

Depois de uma rápida passagem pela Professional Fighters League (PFL), Reinaldo Ekson está de volta ao maior evento de MMA da África do Sul. O atleta da Pitbull Brothers reestreia amanhã (7) no Extreme Fighting Championship (EFC) contra o sul-africano Igeu Kabesa, em luta válida pelo cinturão peso-pena da organização. O duelo será uma revanche. Em 2021, na edição 86 do evento, o brasileiro venceu Kabesa por finalização e conquistou o título do EFC.

“Eu sei que será uma nova luta, um novo capítulo dessa história, mas estou pronto e ainda mais preparado para esse novo confronto. Ele agora é o campeão, mas com certeza ele quer muito vencer essa revanche, então ele vai se expor mais para correr atrás do resultado. E eu estarei pronto para definir a luta. Estou muito confiante. Eu vou me tornar o pior pesadelo do Kabesa mais uma vez”, garantiu Ekson.

Depois de deixar o EFC e abrir mão do título, Ekson teve uma breve passagem pela PFL, onde venceu uma luta no PFL Challenger Series e sofreu uma derrota na temporada regular. Já seu adversário venceu quatro lutas seguidas e conquistou o cinturão da categoria. O potiguar confessa que não assistiu as últimas lutas de Kabesa, deixando essa tarefa para os seus treinadores. Mas ele acredita que o sul-africano tentará usar o seu jogo de Wrestling para cansá-lo.

“Eu não assisti as lutas dele, meu professor fez isso. Montamos a estratégia de acordo com o que a minha equipe achou melhor. Acredito que ele vai querer usar bastante o Wrestling, que eu vi que ele treinou bastante. Acho que ele vai tentar me cansar na altitude, já que ele está habituado a lutar nessas condições. Mas isso pode ser muito perigoso para ele, pois eu posso finalizá-lo a qualquer momento. De qualquer forma eu estou muito bem treinado para lutar em qualquer área. E acredito que vou nocauteá-lo”, analisou o ex-campeão.

Passagem pela PFL

Ronaldo Ekson chegou à PFL com grande expectativa. Em sua luta no PFL Challenger Series, evento que garimpa os melhores atletas para o evento principal da organização americana, o potiguar dominou Mike Barnett e venceu por decisão unânime. O triunfo rendeu o contrato para lutar na temporada regular, mas Ekson acabou derrotado por decisão unânime por Bubba Jenkins e não recebeu nova oportunidade na PFL. Mas ele pretende voltar a lutar na organização um dia, especialmente agora que a franquia adquiriu o Bellator.

“Quando fui chamado para o PFL Challenger Series, eu tive um tempo para treinar e venci muito bem a luta. Já na luta válida pela temporada regular eu não tive tempo para nada. Fui chamado para enfrentar um dos favoritos ao título faltando 12 dias para a luta, então só tive tempo de cumprir meu compromisso com o peso. Não tive tempo para fazer um camp e nem sparring específico. Mas eu penso sim em voltar a PFL, ou até mesmo ter uma oportunidade no Bellator. Seria uma honra lutar no mesmo evento dos meus ídolos Patricky e Patrício Pitbull”, concluiu.