Ronys Torres confirma favoritismo e conquista cinturão dos meio-médios do Shooto Brasil

0
166
Ronys Torres conquistou o cinturão dos meio-médios do Shooto Brasil - Marcell Fagundes

Veterano com passagem pelo UFC e outros diversos eventos mundo afora, Ronys Torres, 37 anos e mais de 50 lutas, ampliou sua coleção de títulos. Consagrado nos pesos leves, o amazonense de Manacapuru conquistou o cinturão dos meio-médios do Shooto Brasil ao vencer Pedro Vinagre na noite desta sexta-feira (25/8), na Upper Arena, no Rio de Janeiro.

Ronys Torres conquistou o cinturão dos meio-médios do Shooto Brasil – Marcell Fagundes

Com um jogo de grappling extremamente eficiente Ronys Torres dominou Pedro Vinagre durante a maior parte dos cinco rounds, sempre levando vantagem na luta agarrada, não permitindo que o adversário reagisse. O melhor momento de Vinagre veio no quinto round, quando aplicou um bom golpe que fez Ronys dobrar o joelho, mas já era tarde. Vitória por decisão unânime e novo cinturão para o amazonense.

Quem também não decepcionou e fez jus ao favoritismo na casa de aposta foi o multicampeão de jiu-jítsu Ary Farias, que, pela divisão dos pesos-galos, pegou as costas de Sérgio Costa ainda no primeiro round, o envolveu com um mata-leão e apertou até o adversário dar os três tapinhas de desistência, anotando a sua 13ª vitória no MMA, a oitava por finalização.

Outro destaque do Shooto Brasil 119 foi o também veteraníssimo Carlos Índio. No auge de seus 44 anos de idade, o cearense, que teve passagem pelo Bellator e chegou a ser campeão do Shooto, aplicou um nocaute em Murilo filho ainda no primeiro round, anotou nada menos que 35 vitórias em 15 lutas registradas como profissional e anunciou a sua aposentadoria do MMA.

Confira abaixo os resultados do evento:

Shooto Brasil 119
Upper Arena, Rio de Janeiro-RJ
25 de agosto de 2023

Ronys Torres venceu Pedro Vinagre por decisão unânime
Ary Farias finalizou Sérgio Costa com um mata-leão no R1
Carlos Índio venceu Murilo Rosa por nocaute no R1
João “The Diamond” venceu Daniel dos Santos por nocaute no R1
Alisson Silva venceu Douglas Theodoro por decisão dividida
Harlysson Nunes venceu Patrick Moulin por decisão dividida
Hannette Staack venceu Myllena Messias por decisão unânime
Romolo Silva venceu Gabriel Goiabinha por nocaute técnico no R3
Carlos Veras vence Wellington Lobo por decisão unânime
Eduardo Sassarito venceu Bruno Ogro por nocaute técnico no R2
André Soares venceu Davon Duncan por decisão unânime
Walber dos Anjos venceu Erick Valensuelo por nocaute técnico no R1
Sirnande dos Santos venceu Rafael de Souza por nocaute técnico no R1