WGP 70 coroa Ariel Machado e Petros Cabelinho com títulos

0
250
Evento foi recheado de boas lutas - Divulgação/WGP
Evento foi recheado de boas lutas – Divulgação/WGP

O WGP 70 tinha todos os ingredientes para uma edição memorável. E fez jus a todas as expectativas. Na noite deste sábado, dia 17 de julho, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, o publico viu dois campeões serem coroados. Na luta principal da noite, Ariel Machado venceu Lucas Paredes por decisão unânime depois de grande atuação e faturou o sonhado título dos pesados.

Já no co-main event, Petros Cabelinho teve mais dificuldade para manter seu título dos meio-médios por decisão dividida diante de Jones Coliseu. Outro destaque da noite, que foi recheada de nocautes, foi a vitória do argentino Facu Suarez sobre o brasileiro Jordan Kranio em grande batalha. O WGP volta no próximo dia 9 de julho, em São Paulo, com a edição 71 recheada de grandes lutas, disputa de cinturão e Challenger GP.

A luta principal desta edição histórica tinha muita coisa em jogo. Depois de longo tempo, o cinturão dos pesados voltou à disputa com a decisão de Felipe Michelleti de se dedicar exclusivamente ao Glory Kickboxing. Ariel Machado, velho conhecido da categoria e o maior postulante ao título encarou o catarinense Lucas Paredes, que subiu duas divisões para disputar o cinturão. Dentro do ringue, se surpreendeu quem achava que Ariel teria vida fácil pela frente por conta da subida de categoria de Lucas. Nos dois primeiros, Paredes encaixou bons contragolpes, apesar da agressividade e contundência de Ariel. A partir do terceiro assalto a mão e os low kicks de Machado começaram a entrar e o duelo passou a tender mais para o lado do curitibano. A partir dai foi spó controlar a luta e esperar o resultado final. Ariel Machado é o novo campeão dos pesados do WGP por unanimidade.

O co-main event do WGP 70 marcou a primeira defesa do cinturão dos Meio-Médios do curitibano Petros Cabelinho. E o adversário foi o paulista Jones Coliseu, um dos destaques do cenário nacional na divisão. E dentro do ringue o público viu o que esperava: uma verdadeira guerra. Os atletas tomaram a iniciativa desde o início da luta e alternaram bons momentos. Com uma envergadura muito acima do adversário, Petros buscou manter a distância e castigar nos low kicks. Já Jones tentou a todo momento encurtar e encaixar um contragolpe. Ao final dos cinco rounds, os detalhes decidiram a luta a favor do campeão Petros, que confirmou a manutenção do cinturão.

No duelo internacional entre Brasil e Argentina, Jordan Kranio e Facu Suarez protagonizaram uma rivalidade criada antes da luta na hora da pesagem oficial. Como Kranio não bateu o peso limite da categoria, começou a luta com um ponto a menos no round inicial. E isso acabou decidindo o duelo. Apesar de ter sido melhor no primeiro e no último assalto, o brasileiro acabou tomando um knockdown do argentino e com o ponto a menos, foi derrotado por decisão dividida.

O combate entre Kadu Lima, que substituiu o lesionado Maykol Yurk de última hora, e do paraguaio Guido Cardozo foi morno. Com muito clinch e poucos momentos de emoção, a vitória ficou com Guido por sua maior contundência. Finalista do último All-Star GP dos Super-Médios, Matheus Nogueira subiu de categoria para encarar o conterrâneo Allyson Campos. E o que se viu dentro do ringue foi uma verdadeira batalha, para delírio do público presente. Depois dos nove minutos, a vitória ficou com Matheus, por unanimidade, que buscou mais a luta e foi mais agressivo.

Show de nocautes abre o evento em grande estilo

Na luta que fechou as Super Fights do WGP70 a trocação comeu solta. Marcos Carvalho e Cicero Evangelista foram para o embate e protagonizaram uma das melhores lutas da noite. Ao final dos três rounds, melhor para Marcos por decisão dividida. O duelo internacional entre o paraguaio Teodoro Rui Diaz e o chileno Camilo Zenteno levantou o público presente. Depois de um início equilibrado, o paraguaio soltou seu jogo e atropelou Camilo com um belo nocaute no segundo round.

Os xarás Gabriel de Lima e Gabriel Neguinho também protagonizaram uma grande batalha no ginásio em São José dos Campos. Com muita movimentação e ambos alternando bons momentos, melhor para Gabriel de Lima, que foi mais contundente e venceu por unanimidade.

O embate entre Daniel Antunes e Bruno Roverso gerou muitas expectativas no público pelo duelo de estilos. Com uma envergadura avantajada, Antunes controlou o duelo e conseguiu um nocaute no segundo round após bela joelhada. As duas primeiras lutas das Super Fights levantaram o ginásio em São José dos Campos. Os duelos entre João Victor diante de Gilberto Naka e Hugo Caveira diante de João Fejaozilla foram marcados pelo equilíbrio e agressividade dos quatro atletas. Ao final dos três rounds, melhor para João e Hugo, por decisão unânime, para festa da torcida presente.

O Undercard do WGP 70 bateu o recorde de lutas em um card preliminar do WGP. Com 10 duelos disputados, as lutas preliminares abriram em grande estilo o evento. Foram seis nocautes, com destaque para Heliazir Estefani, Fernando Mineiro, Luan Videogame e Maria Sinistrinha.

WGP 70 – Resultados oficiais

Ariel Machado venceu Lucas Paredes por decisão unânime

Petros Cabelinho venceu Jones Coliseu por decisão dividida

Facu Suarez venceu Jordan Kranio por decisão dividida

Guido Cardozo venceu Kadu Lima por decisão unânime

Matheus Nogueira venceu Allyson Campos por decisão unânime

Marcos Carvalho venceu Cicero Evangelista por decisão dividida

Teodoro Rui Diaz venceu Camilo Zenteno por nocaute aos 2min e 40seg do segundo round

Gabriel de Lima venceu Gabriel Neguinho por decisão unânime

Daniel Antunes venceu Bruno Roverso por nocaute a 1min e 55seg do segundo round

Hugo Caveira venceu João Fejaozilla por decisão unânime

João Victor venceu Gilberto Naka por decisão unânime

Heliazir Estefani venceu Cleiton Ferreira por nocaute a 1min e 40seg do primeiro round

Vitor Formigão venceu Pedro Gomes por decisão dividida

Gustavo Bolino venceu Nicolas Gusso por nocaute aos 2min e 35seg do primeiro round

Gilmar Moreira venceu Silas Alves por decisão dividida

Leticia Orshel venceu Kamilla Fonseca por decisão unânime

Victor Gabriel venceu Christian Soneca por decisão dividida

Fernando Mineiro venceu Felipe Silva por nocaute aos 1min e 55seg do primeiro round

Luciano de Paula venceu Guilherme Garcia por nocaute aos 2min e 09seg do primeiro round

Luan Videogame venceu Gabriel Simioni por nocaute aos 1min e 18seg do primeiro round

Maria Sinistrinha venceu Jaqueline Jaensch por nocaute aos 2min 57seg do terceiro round