World Pro de Jiu-Jítsu: Com 12 medalhas, jovens de favelas do Rio brilham em Abu Dhabi

0
78
Jovens da Maré Top Team brilharam em Abu Dhabi - Foto: Divulgação

No Rio de Janeiro, onde os desafios sociais são tão impactantes quanto as belezas naturais, uma luz de esperança brilha através de projetos que transformam os sonhos de jovens em realidade. Maré Top Team e Geração UPP são dois exemplos inspiradores dessas iniciativas que através do jiu-jítsu se tornam verdadeiras pontes para um futuro melhor. Juntos, realizaram o feito extraordinário de levar 30 crianças para disputarem o Abu Dhabi World Pro de Jiu-Jítsu, nos Emirados Árabes Unidos, e conquistaram um total de 12 medalhas (7 ouros, 3 pratas e 2 bronzes) para o Brasil nas categorias infantis, nos últimos dois dias.

Jovens da Maré Top Team brilharam em Abu Dhabi – Foto: Divulgação

“Estamos aqui pelo segundo ano consecutivo, é um sonho realizado. Eu já idealizava isso desde 2020. Certa vez falei isso para um aluno e ele ficou me olhando com uma cara meio descrente. Porque de fato parecia algo muito distante da nossa realidade. Mas com muito trabalho chegamos. Queria agradecer a todos que nos apoiaram e nossa meta é estar aqui novamente em 2024. Esse ano viemos com 36 atletas, entre eles 22 crianças. Nosso foco é aumentar esse número”, projeta Douglas Gentil, faixa preta e fundador da Maré Top Team.

O Maré Top Team foi fundado por Douglas em 2015, com o objetivo de ajudar crianças e jovens do Complexo da Maré. Hoje, o projeto está em outras 9 comunidades do Rio de Janeiro e ajuda quase mil pessoas através da arte suave. Um dos beneficiados é o jovem Marcos Vinícius Ferreira, de 14 anos, que começou a treinar aos 8 anos e na última sexta-feira, 3, sagrou-se campeão do World Pro.

“Eu tô muito feliz. Toda a viagem está sendo muito maneira. Conhecendo um pessoal diferente, língua diferente. Quando descobri que ia viajar meu avô e minha avó ficaram muito felizes, choraram. Até eu chorei. É um sonho pra mim”, conta Marcos Vinicius, que precisou superar um emiradense e um cazaquistanês para ficar com a mealha de ouro.

Quem também brilhou foi Marion Barbosa, de 12 anos. A faixa amarela representante da Geração UPP venceu três lutas – duas por finalização -, até chegar à medalha de ouro.

Geração UPP também deu um show na competição – Foto: Divulgação

O projeto Geração UPP é uma iniciativa da Legião da Boa Vontade (LBV) em parceria com Super Rádio Brasil e Polícia Militar do Rio de Janeiro que visa oferecer alternativas positivas para crianças e adolescentes que vivem em áreas com presença de Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro. O Geração UPP se concentra em promover o esporte, a educação e a cidadania, com o objetivo de romper o ciclo da violência e da exclusão social.

Os outros jovens dos projetos que conquistaram medalhas de ouro foram Erick Alexandre Salustino (Maré Top Team), Rhyane Alves (Maré Top Team), Julia Cardososo (Maré Top Team), Yasmin Andrade (Maré Top Team) e Layon de Alencar (Maré Top Team). Com a prata ficaram Christian Salustino (Maré Top Team), João Pedro Gomes (Maré Top Team) e Pedro Monteiro (Geração UPP). Fernando Fagundes (Maré Top Team) e Rebeca Oliveira (Maré Top Team), com dois bronzes, completam a lista.

World Pro segue com tudo

A programação do Abu Dhabi World Pro segue neste domingo, 5, com as lutas amadoras dos faixas brancas e azuis adultos. Na segunda-feira, 6, e na terça-feira, 7, é a vez dos atletas masters. Já nos dias 8, 9 e 10, os profissionais faixas roxas, marrons e pretas entram em ação para fechar o evento com chave de ouro. Todas as lutas serão transmitidas ao vivo, gratuitamente, pela TX7 Sports (https://tx7.ae/).