Aldo fala sobre infecção que atrasou treinos para o UFC Rio e parabeniza o ‘aposentado’ McGregor: ‘Teve uma carreira brilhante’

Ex-campeão dos penas vai tentar o título nos galos - Foto: Leonardo Fabri
Aldo rendeu elogios a McGregor – Foto: Leonardo Fabri

Presente na coletiva do UFC 237 realizada nesta quinta-feira no Copacabana Palace, zona sul do Rio de Janeiro, José Aldo, que enfrenta o russo Alexander Volkanovski no dia 11 de maio, falou sobre o contratempo da semana passada, quando feriu o joelho, contraiu uma infecção bacteriana e teve que ficar internado por dois dias.

“Fiquei triste, porque e já estava treinando forte para a luta. É um banho de água fria na cabeça. Antibiótico faz parte, mas acredito que até semana que vem já saiu do corpo e eu já posso voltar a treinar forte para esta luta”, disse o ex-campeão, que também admitiu ainda não estar 100% recuperado.

Aldo também voltou a afirmar que não está nos planos renovar o contrato com o UFC. Em relação a uma disputa de título, ele acredita que, passando por Volkanovski, a chance cairá no colo.

“Vai cair no meu colo e eu vou abraçar e colocar para dormir”, brincou. “O UFC veio falar sobre renovação de contato depois da luta com o Moicano, mas estou ouvindo outras propostas para ver qual melhor caminho para seguir. Eu já fiz muito no MMA, está na hora de dar lugar à nova geração. Eu tenho o sonho do Boxe e acredito que lá eu também posso ter uma carreira brilhante e ganhar muito dinheiro”.

A aposentadoria de Conor McGregor também foi abordada. Segundo Aldo, ele faria a mesma coisa que o irlandês.

“O que ele fez dentro do esporte e o que ele ganhou… Se eu faço uma luta contra o Mayweather e ganho 80 milhões de dólares, o UFC nunca mais ia me ver. Acha mesmo que eu ia treinar três períodos, várias modalidades? Ele teve uma carreira brilhante, foi um grande lutador e, se ele se aposentar hoje, eu dou meus parabéns por tudo o que ele fez no esporte”, reconheceu Aldo, que revelou não acreditar em uma revanche. “Não tem mais como acontecer. A hora certa era uma revanche imediata, mas não aconteceu”.

UFC 237

Jeunesse Arena, Rio de Janeiro-RJ

11 de maio de 2019

Peso-palha: Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski
Peso-médio: Jared Cannonier x Anderson Silva
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Spann
Peso-galo: Bethe Correia x Irene Aldana
Peso-mosca: Wu Yanan x Luana Dread
Peso-galo: Jessica-Rose Clark x Talita Bernardo
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-leve: B.J. Penn x Clay Guida
Peso-galo: Raoni Barcelos x Said Nurmagomedov
Peso-leve: Thiago Moisés x Kurt Holobaugh
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sérgio Moraes