Alex Poatan fatura cinturão interino meio-pesado e faz história como primeiro ‘campeão duplo’ do GLORY

Campeão aumentou sua coleção de títulos - Foto: Divulgação/GLORY
Campeão aumentou sua coleção de títulos – Foto: Divulgação/GLORY

Alex ‘Poatan’ Pereira mais uma vez cravou o nome na história do kickboxing. Campeão absoluto dos médios (até 85kg) desde 2017, o brasileiro subiu para meio-pesado (até 95), nocauteou o surinamês Donegi Abena no terceiro round do main event do GLORY 68, em Miami, faturou o cinturão interino da categoria e se tornou o primeiro lutador da organização a ostentar títulos em duas categorias de forma simultânea.

Com maior envergadura, ‘Poatan’ cercou sistematicamente o adversário desde o começo. Conhecido pela potência de golpes, Abena teve dificuldade para achar a distância na primeira parcial, foi mais atingido e acabou em ligeira desvantagem. O cenário se repetiu no assalto seguinte, quando o brasileiro acertou bons socos e chutes altos.

No terceiro round, ‘Poatan’ definiu a fatura: inicialmente mandou o adversário a knockdown com uma combinação de socos e joelhadas. Na volta, esquivou de um direto e conectou forte cruzado de esquerda em contragolpe, que ‘desligou’ o surinamês e decretou a histórica vitória por nocaute.

Com o resultado, Pereira se credencia para enfrentar o campeão linear Artem Vakhitov (Rússia), que se recupera de lesão na mão direita. “Estou nesse esporte para fazer história em nome do Brasil, minha equipe e minha família. Essa luta (contra Vakhitov) está nos planos desde o ano passado e deve ser inevitável agora. Será mais um ‘teste de fogo’. Mas quero subir novamente ao ringue o mais rápido possível. Tanto faz como (peso) médio ou meio-pesado”, disse o brasileiro.

Primeira

Irmã de Alex, Aline Pereira estreou no GLORY com triunfo sobre a tailandesa Chomannee Sor Taehiran na categoria super-galo (até 55.3kg). O combate foi excessivamente truncado em virtude da insistência da atleta asiática, oriunda do muay thai, em buscar o clinch o tempo todo. Nos momentos em que domou a distância, Aline aplicou cruzados e diretos pontuais, que garantiram a vitória por decisão unânime dos árbitros.

Revés

Outra brasileira no card, Jady Menezes enfrentou a norte-americana Tiffany VanSoest, e acabou derrotada no desafio de ex-campeãs super-galo. Jady começou com tática sólida de chutes baixos, que minaram as pernas da adversária durante boa parte do primeiro round. Mas Tiffany se impôs de forma eficiente nas duas parciais seguintes, com movimentação inteligente, chutes frontais e diretos precisos, que acumularam vantagens e definiram o braço levantado no final.

Próximo evento: GLORY 69, dia 12 de outubro em Dusseldorf (Alemanha).

Resultados oficiais

GLORY 68

Numbered Series (card principal)

Alex Pereira venceu Donegi Abena por KO
Asa Ten Pow venceu Bailey Sugden por decisão unânime
Troy Jones venceu Ammari Diedrick por TKO
Richard Abraham venceu Mike Lemaire por decisão dividida
Josh Jauncey venceu Lowrant-T Nelson por decisão unânime

SuperFight Series

Tiffany Van Soest venceu Jady Menezes por decisão unânime
Matt Baker venceu Ivan Galaz por decisão unânime (round extra)
Abraham Vidales venceu Justin Greskiewicz por TKO
Omari Boyd venceu Charles Rodriguez por decisão unânime
Aline Pereira venceu Chommanee Sor Taehiran por decisão unânime

Preliminares

Nick Chasteen venceu Keemaan Diop por decisão unânime
Ross Levine venceu Sean Choice por decisão unânime