Aluno de projeto social de São Gonçalo é campeão europeu de Jiu-Jitsu na Irlanda

Brasileirinho foi campeão em Dublin, na Irlanda - Foto: Arquivo Pessoal
Brasileirinho foi campeão em Dublin, na Irlanda – Foto: Arquivo Pessoal

Cria de um projeto social de São Gonçalo, RJ, o pequeno faixa-amarela João Pedro Figueiredo, de apenas 9 anos de idade, faturou a medalha de ouro na sua categoria na primeira edição do campeonato Europeu Kids da IBJJF, realizado no último final de semana na Irlanda.

Para atingir o feito, o atleta do projeto social O Terror Veste Preto, da comunidade Jardim Catarina, finalizou os dois primeiros oponentes com um arm-lock. Na final, ele fez nada menos que 31 a 0 no adversário, garantindo o importante título internacional.

“Gratidão por tudo  oque estou vivendo! Agradeço muito aos meus pais por todo o apoio e incentivo. Cada correria deles valeu a pena”, vibrou o campeão. “Agradeço a Deus pela minha maior conquista até hoje.”

Este não foi o único título importante de João Pedro Figueiredo. Com mais de 100 medalhas conquistadas  no currículo, ele já foi campeão em tradicionais federações do Brasil e chegou a ser vice-campeão mundial da IBJJF, na Califórnia, EUA.

O projeto que o campeão europeu faz parte foi fundado por seu próprio pai, Fabiano Figueiredo, faixa-preta da GFteam. Apoiado pela Legião da Boa Vontade, Super Rádio Brasil e Prime Esportes, a ação atende a cerca de 80 crianças de São Gonçalo.

“Conseguimos viajar para a Irlanda graças a parceiros que acreditam no nosso trabalho. O secretário de esportes de São Gonçalo Joaquim de Oliveira ajudou com as passagens, a Madame Yuri, que ajudou com os custos da hospedagem, seguro viagem e despesas, e o Jorge Patrício, que doou uma bicicleta para rifarmos”, agradeceu o líder do projeto.

Nação Kids no pódio

Outro projeto apoiado pela parceria LBV, Rádio Brasil e Prime que subiu ao pódio foi o Nação Kids, de Niterói. Na faixa-amarela, Enzo Simões, de 9 anos, chegou à final e garantiu a medalha de prata; seu irmão, o faixa-verde Rhuam Simões, conseguiu o terceiro lugar, trazendo a medalha de bronze para o Brasil. Os irmãos conseguiram viajar graças ao apoio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Rio de Janeiro, que custeou as passagens.