Bruno Bastos analisa trilogia com ex-UFC e atual Bellator no Kasai Pro

Bruno também tem títulos no Brasileiro, Americano Nacional, Pan-Americano e Europeu da IBJJF. – Foto: Divulgação

Bruno Bastos, 38 anos, é um caçador de desafios. No próximo dia 2 de fevereiro, em Dallas, no Texas, o faixa-preta da Lead BJJ faz uma trilogia contra Tom DeBlass, ex-UFC, pelo Kasai Pro. Bruno, que já venceu Tom em duas oportunidades, relembrou os dois confrontos anteriores.

“Não acho que exista uma rivalidade. Temos um bom relacionamento. Acredito que sejamos dois caras que gostam de se testar, então toda vez que existe a possibilidade de uma boa luta, por quê não?”, reflete Bruno, antes de relembrar as vitórias sobre DeBlass.

“A trilogia faz sentido, pois foram duas lutas apertadas, em que apesar dos três juizes terem sido unânimes ao meu favor. Apesar disso, o Tom questionou, pois acha que deveria ter sido o vencedor. Ele tem um grande número de seguidores, então isso traz mídia para nossa luta. Além disso, estamos sendo pagos, então vamos competir e espero ter uma vitória ainda mais convincente dessa vez”, comenta Bruno.

Faixa-preta desde 2001, Bruno vive de perto a evolução do esporte e conta, na sua opinião, o porque das lutas sem kimono serem mais atrativas para o público.

“Acho que seja mais fácil para o publico leigo entender. Fica menos embolado na ausência de lapela, manga, etc. É mais agressivo com ataques de pé e pescoço. Eu adoro lutar sem kimono, prova disso é que acabei de conquistar meu quinto título mundial sem kimono master”, diz.

Para finalizar, Bruno conta que a motivação para continuar competindo está em casa, na alegria dos filhos e esposa.

“Adoro desafio. Amo competir. Enquanto tiver saúde e oportunidades, vou continuar me testando. Acredito que seja um bom exemplo para os meus filhos e alunos. Ganhar e perder faz parte da vida, então não vou me esconder atrás de resultados”, encerra Bruno Bastos.