Com presença de Kyra Gracie, projeto social de jiu-jítsu apoiado pela LBV inaugura unidade na Ladeira dos Tabajaras

0
95
Sala de lutas foi inaugurada na última quarta-feira - Divulgação/LBV

No ano em que celebra 14 anos de sua fundação, o projeto social Geração UPP, que leva os ensinamentos das artes marciais a crianças e jovens de comunidades cariocas através de policiais militares graduados, inaugurou mais uma sala de lutas, desta vez na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana.

Sala de lutas foi inaugurada na última quarta-feira – Divulgação/LBV

A inauguração aconteceu na última quarta-feira (19/7) e contou com a presença de professores e alunos de unidades mais antigas e também da pentacampeã mundial de jiu-jitsu, tricampeã do ADCC e referência feminina na modalidade Kyra Gracie, que exaltou a importância do projeto.

“Eu sou fã dos projetos apoiados pela LBV, e esses projetos dentro das UPPs fazem um trabalho formidável, que é dar oportunidade através da prevenção. Isso mostra que existem outras possibilidades. A gente aqui, com o jiu-jitsu, consegue dar uma oportunidade de trabalho, seja como atleta ou professor”, destacou Kyra.

Fundado no ano de 2009, o Geração UPP é fruto da parceria entre Legião da Boa Vontade, Super Rádio Brasil AM 940, Prime Esportes, Boomboxe, Tintas Nacional, Secretaria de Estado de Esportes e Lazer e Secretaria de Estado de Polícia Militar. Inclusive, o secretário da pasta, Coronel PM Luiz Henrique, esteve presente na inauguração.

“É mais um projeto que a gente inaugura com foco no social, na aproximação da Polícia Militar da sociedade, no investimento do futuro dessas crianças. É mais um degrau que a gente sobe. Toda essa integração com LBV, Kyra Gracie e demais parceiros só faz nosso projeto ter ainda mais sucesso”, disse o secretário.

A jornalista Talita Galhardo foi outra personalidade que marcou presença no evento que marcou o lançamento do dojo. A responsável por liderar as aulas será a sargento PM Eloah Tacia, que falou sobre a missão.

“O jiu-jitsu é um projeto de prevenção, transformação, um trabalho a longo prazo para que essas crianças lá na frente tenham uma outra visão da vida. Nossa pretensão é permitir um futuro de sucesso para essas crianças”, projeta a faixa-preta de jiu-jítsu.