Wander Braga relata dias tenebrosos devido ao covid-19 e revela o uso de hidroxicloroquina

https://youtu.be/O6VE2WT4LX0

Convidado do RESENHA PVT no início desta semana, Wander Braga anotou mais uma batalha em seu currículo. Mas não foi qualquer batalha, foi a mais difícil de sua vida: contra o covid-19. De acordo com o casca-grossa, que em sua carreira conquistou nada menos que cinco torneios de vale-tudo, o que o ajudou na recente luta foi o uso da polêmica hidroxicloroquina, recomendada por seu médico.

“Não estou aqui defendendo Bolsonaro, não estou defendendo ninguém, não faço apologia a nada. Estou falando o que aconteceu comigo”, salientou Wander. “Realmente foi a maior batalha da minha vida. Falei para todos os meus amigos: levem a sério, não é brincadeira. Eu menosprezei, por ser atleta, e pague pela língua. Foram quatro dias tenebrosos”.

Além dos momentos difíceis que passou devido ao vírus, Wander Braga também relembrou os os momentos marcantes de sua carreira, como quando ganhou a faixa-preta de jiu-Jitsu de seu mestre, Jorge Pereira, após vencer três lutas na mesma noite; o GP que conquistou logo após sair de uma sessão de surfe, ainda com areia na bermuda; os treinos com Rickson Gracie e a confirmação: “Realmente ele é tudo isso que dizem”.

Assista ao RESENHA PVT com Wander Braga no vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=U6kYrE8KBn8