De casa nova, ex-UFC Felipe Silva está motivado para a sua estreia no Brave CF

Felipe Silva agora é atleta do Brave – Foto: Arquivo pessoal

O mineiro Felipe Silva estava invicto no MMA quando foi contratado pelo UFC. Em sua estreia, venceu por nocaute. Mas, nas duas lutas seguintes, o atleta da CM System acabou derrotado e foi demitido da organização. Um ano depois da dispensa, ele está de casa nova. Este sábado (8) ele fará a sua estreia no Brave Combat Federation, que será realizado em Bogotá, na Colômbia. Inicialmente, Felipe enfrentaria o atleta da Geórgia Guram Kutateladze, mas teve seu oponente trocado a menos de dez dias do evento. Agora ele terá pela frente o colombiano Dumar Roa.

“O Guram se retirou da luta por conta de uma lesão, mas rapidamente a organização do Brave foi atrás de outro adversário. Agora será o Dumar Roa. Não sei muito sobre ele, mas as minhas expectativas são as melhores possíveis. Treinei o que podia e mais um pouco. Minha parte foi feita. Estou muito bem preparado em todas as áreas e, independente do adversário, sei que estou pronto”, declarou Felipe.

Além da mudança de oponente, Felipe vai encarar também a altitude de Bogotá. Natural de Juiz de Fora, Minas Gerais, ele passou quase dois meses em Curitiba se preparando na CM System com o ex-lutador do UFC e do Pride Cristiano Marcello e, apesar de não ter feito um treinamento específico para lutar na altitude, ele acredita que chegará 100% preparado para o duelo. Além disso, ele aponta o nascimento de seu filho como uma motivação extra para essa estreia.

“Treinei de maneira exaustiva todos os dias. Nunca tive contato com competições em altitude, mas acredito que estou 100% preparado para essa luta. E vou para esse compromisso com uma motivação além do normal por conta do nascimento do meu filho. Sou de Juiz de Fora e sempre faço os meus treinos em Curitiba. Fiquei dois meses fora de casa. Não foi nada fácil ficar longe da minha família. Então, vocês podem esperar um Felipe Silva com sede de vitória”.

Dez em cada dez lutadores almeja lutar no UFC. E Felipe chegou lá. Ele valoriza a passagem que teve pelo UFC, mas, aos 35 anos, ele diz que seu objetivo agora é outro. Ele tem como meta se tornar campeão do Brave CF e planeja se aposentar em seguida.

“Como todos sabem, o UFC é o sonho de todo atleta. A experiência de ter atuado entre os melhores do mundo fica para sempre. Mas, sendo bem sincero, o meu objetivo hoje é me tornar campeão Mundial do Brave. E, depois de conquistar o título, talvez eu me aposente”, concluiu.