Em luta eletrizante, Dennys “A Máquina” conquista cinturão do Jungle Fight

Lutador do Team Nogueira foi campeão após cinco rounds - Foto: Leonardo Fabri
Lutador do Team Nogueira foi campeão após cinco rounds – Foto: Leonardo Fabri

Na edição 102 do Jungle Fight no DAZN, realizado na noite de ontem (15) na Vila Olímpica do Mato Alto, no Rio de Janeiro, o evento mostrou que o ano promete e que o MMA nacional indica um crescimento consistente para 2020. O evento teve casa cheia e o público presente vibrou bastante com o empenho dos atletas a cada combate. Na luta principal, Claudio “Dennys a Máquina” Cesario derrotou Marcelo “Animal” Barbosa em uma batalha de cinco rounds e se tornou o novo campeão dos médios da organização.

O combate entre os dois foi uma verdadeira guerra. Desde o início os atletas colocaram um ritmo frenético. No primeiro round Dennys acertou um direto que quase levou Marcelo Barbosa a lona, mas o atleta se recuperou e equilibrou a luta. Nos rounds seguintes, os dois alternaram bons momentos, mas, com um chão mais afiado e boas quedas, Dennys levou a melhor e venceu por decisão unânime dos juízes para se consagrar como o novo campeão do Jungle Fight.

“Primeiro quero agradecer a todos que fazem parte da minha equipe, minha família e todos que acreditam no meu trabalho. É incrível a sensação de ser o novo campeão do Jungle Fight, um dos eventos mais importante do mundo. Esse cinturão vai para Teixeira de Mello, na Bahia”, declarou Dennys, que é baiano de Vitória da Conquista.

O evento contou com outros grandes combates. A luta de abertura do evento já indicou o show que o Jungle Fight prometia na noite. Em um raro momento no MMA, houve um knockdown duplo, com ambos os lutadores indo a lona ao mesmo tempo. Mas eles se recuperaram e continuaram o combate. Com uma atuação bem agressiva Tiago Pereira de Souza finalizou a Weverton Ribeiro com um mate-leão aos quatro minutos do primeiro round.

Quem também chamou atenção pela atuação segura e precisa foi Luan Danger. Muito habilidoso e técnico, o atleta da Beto Padilha Team vem chamando atenção no MMA nacional. Danger venceu Gabriel Otávio Ramos Costa por nocaute técnico no segundo round.

Na categoria dos pesos pesados, o paraibano Eduardo Neves, de apenas 19 anos, conquistou sua segunda vitória como profissional. Em uma luta muito movimentada, Eduardo venceu por nocaute técnico no segundo round.

“ Aqui é guerra total, estou muito feliz com o espetáculo que os guerreiros deram no Jungle 102. A próxima edição do Jungle Fight no DAZN já está confirmada para o dia 21 de março em Manaus, no Amazonas, graças ao apoio do Prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, que está determinado a transformar mais uma vez Manaus na capital nacional do MMA, vamos com tudo!”

Jungle Fight no DAZN 102

Vila Olímpica de Mato Alto, em Jacarepaguá (RJ)

Sábado, 15 de fevereiro de 2020

Cláudio “Dennys a Máquina” (Team Nogueira) venceu Marcelo “Animal” Barbosa (BH Rhinos) por decisão unânime dos juízes;

66kg – Antônio Roberto da Costa (Team Nogueira) venceu Rodrigo dos Santos Magalhães (Caçadores) por decisão unânime dos juízes;

61kg – Tayron Pedro (Team Nogueira-RSF) venceu Jandickson “Monstro” Pereira (Titãs) por decisão unânime dos juízes;

57kg –Erisson “Gato” Silva (Eduardo Team) venceu Lucas Rodrigues Melo (RD Champions) por TKO (interrupção médica);

70kg – Leandro “Mun Ha” Santos da Silva (Tropa Thai) venceu Alan Pitbull (Alpha) por decisão unânime dos juízes;

77kg – Anderson “Astro da Maldade” (DFC/ Alpha) venceu Paulo Henrique Laia (RD Champions) por decisão dividida dos juízes;

57kg – Rafael Montouro Ribeiro (RSF/ Team Nogueira) finalizou Mario da Costa “Orelha” (Relma Combat) com um mata-leão aos 2min do 2R;

66kg – Italo Gomes (TFT) finalizou Elvis Carlos (RD Champions) com uma chave de braço aos 2min do 1R;

66kg – Neuaque “Neu” Rodrigues Miniamin (Team Crezio) venceu Anderson Conceição (Eduardo Team) por decisão unânime dos juízes;

120kg – Eduardo “Bebezão ”Neves (Eduardo Team) venceu João Victor dos Santos (ATS Tubarões) por nocaute técnico aos 4mi do 2R;

57kg – Givanildo Guedes (Eduardo Team) venceu Lucas Floriano Ferreira (Mamute Team) por decisão dividida dos juízes;

61kg – Luan Danger (BPT Beto Padilha Team) venceu Gabriel Otávio Ramos Costa (Gordin Fight Team) por nocaute técnico aos 3min30s do 1R;

77kg – Jefferson Costa (Fight Combat) venceu Renato da Silva Ferreira (QG Centro de Lutas/ ATS Tubarões) por nocaute técnico aos 2min45s do 2R;

61kg – Tiago Pereira de Souza (Team Nogueira) finalizou Weverton Ribeiro (Alagoas Top Team/ Thamir Pereira Muay Thai) com um mata-leão aos 4min do 1R.