Faixa-marrom de Mario Reis vence Gracie e mais quatro para conquistar ouro inédito no Europeu

Lucas Gualberto no topo do pódio, após vencer Jonathas Gracie - Foto: Divulgação
Lucas Gualberto no topo do pódio, após vencer Jonathas Gracie – Foto: Divulgação

Lucas Gualberto tem cada vez mais colocando seu nome no cenário competitivo. Há duas semanas, o faixa-marrom de Mario Reis dominou categoria dos pesos médios, depois de cinco lutas, no Campeonato Europeu, em Odivelas, Portugal. Na finalíssima pelo ouro, Lucas mediu forcas contra Jonnatas Gracie (Atos).

“A final foi dura e parelha. O que definiu a luta foi o coração. Eu realmente acredite que poderia sair campeão do campeonato e aconteceu. Imaginei e realizei. O título veio”, conta Lucas, antes de dizer qual foi o pior momento em que viveu no torneio em Portugal.

“O momento mais difícil do campeonato é sempre o mesmo, é o momento em que tenho que brigar com minha mente e com meus “fantasmas”, pois os adversários são secundários. A maior batalha é contra a mente.”

Este foi o primeiro grande título do pupilo de Mario Reis na faixa-marrom pela IBJJF e faz parte do seu objetivo conquistar o Grand Slam na Federação, com o Pan, Brasileiro e Mundial.

“A conquista foi realmente importante para começar 2019 com o pé direto e com a maior confiança possível. O Europeu era o único campeonato que eu ainda não havia vencido, foi um título inédito. Quero conquistar o Grand Slam e vou dar meu sangue por isso”, encerra o campeão.