Faixa-preta Pablo Mantovani detalha estratégia para duelo sem pontos no F2W: ‘Botes com velocidade’

Pablo Mantovani saiu vitorioso no F2W - Foto: Divulgação
Pablo Mantovani muda treinos para vencer no F2W – Foto: Divulgação

Pablo Mantovani, 24 anos, vai envergar seu kimono de competição novamente neste sábado, em San Diego, na Califórnia. Pelo Fight to Win 117, o faixa-preta de Guto Campos encara André Pontes (Ribeiro Jiu-Jitsu) num duelo de 7 minutos, no qual o campeão é decidido apenas por finalização ou por decisão dos juízes.

Com um jogo de guarda perigoso, Pablo tem focado em finalizações pelo braço e pelas nas pernas. O treino é todo voltado para este tipo de situação.

“Sabendo dessa regra, que é sem pontos, tenho focado muito nas finalizações e nos botes com velocidade. Espero que consiga aplicar na minha luta. Meus treinos estão sendo mais explosivos, para buscar a finalização o mais rápido nessa luta”, detalha.

O atleta da Atos também comenta como a organização do F2W tem elevado o nível do Jiu-Jitsu profissional. Na visão de Pablo, uma luta sem pontos e valendo somente finalização atrai mais o público.

“F2W é um campeonato que vem reunindo sempre boas lutas para o público. O objetivo é sempre a finalização e isso é o diferencial do torneio. É um propósito que, às vezes, os atletas não buscam nos outros campeonatos. Além disso, estamos sendo pagos para lutar, o que torna nosso trabalho cada vez mais valorizado”, conta.

Por ser professor e atleta ao mesmo tempo, Pablo revela como a dupla função faz dele um competidor melhor.

“Tenho uma noção maior de ação e reação em diversas situações da luta, pois temos que trabalhar bem essa parte com os alunos, as situações reais nas aulas e mostrar o caminho mais fácil para obter vantagens sempre. Então vamos seguir o manual, passo a passo”, encerra.