Geraldo ‘Luan Santana’ destaca motivação para disputa de cinturão no LFA

0
195
Geraldo 'Luan Santana' busca título em evento internacional - Divulgação

Embalado por cinco vitórias consecutivas nos últimos 25 meses, todas por nocaute ou finalização, totalizando pouco mais de 15 minutos dentro do cage, Geraldo “Luan Santana” Coelho de Lima Neto está credenciado para disputar o cinturão dos meio-médios do LFA, dia 7 de julho, em Cajamar-SP.

Geraldo ‘Luan Santana’ busca título em evento internacional – Divulgação

O desafio será contra Vanilton Antunes, que de suas 15 vitórias como profissional, conquistou 13 por nocaute, o que totaliza 87%. Geraldo não fica atrás. Dos seus 17 triunfos em 23 combates, nove foram impondo nocautes a suas vítimas e sete impondo finalizações, totalizando 94% de desfecho por via rápida.

“Ele é experiente. Aliás, qualquer um que tenha mais de 15 lutas de MMA é. Ele tem um estilo agressivo, é mais trocador, mas se vira bem nas outras áreas. Com certeza é o meu melhor momento, estou trabalhando duro para manter isso e acumular a minha vitória seguida”, avalia e almeja Geraldo “Luan Santana”.

Um grande campeão não precisa se provar apenas nos bons momentos, e o atleta da CMSystem chega para este desafio, como ele mesmo diz, no melhor momento de sua carreira, mas tendo passado por um período bastante conturbado em relação a resultados, mas que o tornou ainda mais fortalecido.

“Passei uma tormenta daquelas, na qual a maioria teria desistido. Porém, usei isso como combustível para dar a volta por cima e ficar mais forte. O que me fez virar a chave é eu ter sempre como prioridade o plano A e não ter um plano B. Recebi várias mensagens desagradáveis, muitos ‘amigos’ me abandonaram. Isso me fez ficar mais forte”, acredita.

Foram três derrotas seguidas entre dezembro de 2018 e março de 2021, todas pelo Brave. Depois disso, vieram as cinco vitórias seguidas e incontestáveis, que lhe renderam a chance de disputar o cinturão do LFA, evento que mais revela lutadores para o UFC. Treinador de Geraldo, Cristiano Marcello destaca seu orgulho.

“O que define o Geraldo é ‘resiliência’, é nunca desistir. Ele mostrou o que é resiliência e deu volta por cima, com esse tanto de vitória e está pronto para este cinturão do LFA, que é o evento que mais coloca lutadores no UFC. Ele vencendo, tenho certeza que o Brasil terá mais um grande atleta o representando no UFC.”