Gilbert Durinho afirma que luta contra Demian foi imposição do UFC

https://www.youtube.com/watch?v=SVnv6j0nJEY

Dois dias após Demian Maia, foi a vez de Gilbert Durinho participar do RESENHA PVT, nessa quinta-feira. Escalado para enfrentar o compatriota na luta coprincipal do UFC Brasília, marcado para o dia 14 de março, o niteroiense deu sua versão sobre os bastidores do casamento do confronto, e afirmou que, diferentemente do que foi dito pelo adversário, ele não pediu pelo duelo.

“O Sean Shelby disse que tinha uma luta para mim, e seria contra o Demian, no Brasil. ‘Putz, eu contra o Demian? Será que interessa para os dois lados?’. Ele disse: ‘É a luta que a gente quer fazer’. Eu disse: ‘Mas acho que o manager dele não quer, não. Conversamos no Brasil e o manager dele falou que não interessava’. Ele até mudou o jeito e falou: ‘O manager dele pode até ter falado, mas o matchmaker sou eu’.”

Pregando extremo respeito a Demian Maia, Gilbert Durinho citou Colby Covington quando questionado sobre um nome para enfrentar caso dê tudo certo para ele no evento de Brasília. Se tudo sair conforme o planejado e Durinho enfileirar Demian e Colby, ele disse que não teria problema em lutar contra o atual campeão da categoria, Kamaru Usman, que vem a ser um de seus principais parceiros de treino.

“A gente tem uma amizade, um respeito, mas todo mundo quer ser o campeão”, exaltou o brasileiro. “Nunca conversei com ele sobre isso, mas ele é muito aberto falando disso. Já vi ele falando sobre isso com o Vicente (Luque).”

Gilbert Durinho também exaltou a dominância e as qualidades de Khabib Nurmagomedov, disse que aposta na vitória do russo sobre todos os top 10 da divisão; mas apontou um lutador fora do pelotão principal como o desafio mais complicado para o campeão peso leve: o brasileiro Leo Santos.

“Essa luta é chata para o Khabib, na minha humilde opinião”, acredita. “O Léo Santos é altão, todo magrão, grandão; tem uma guarda sinistra e em pé consegue manter uma distância boa, no jab, controlar… Fico até meio triste porque o Khabib já começou a falar em se aposentar, e o Léo não está no ranking, não está lutando tanto, então seja uma luta que a gente não veja. Mas, ao meu ver, seria a luta mais interessante.”