Igor Siqueira disputa hoje o cinturão peso-mosca do LFA

0
493
Igor Siqueira disputa cinturão nos EUA - Divulgação/LFA

Representante da equipe Pitbull Brothers, Igor Siqueira vai disputar na noite de hoje (23) o cinturão peso-mosca do Legacy Fighting Alliance (LFA), uma das maiores organizações de MMA do mundo. O paraense, que é o atual campeão dos moscas do evento mexicano Azteca Fight League, fará a sua estreia na organização e terá pela frente o americano Cody Davis, em evento que será realizado na Califórnia. O brasileiro de 29 anos sabe que a LFA é uma porta de entrada para outras organizações como UFC e Bellator, e por isso encara essa luta como a oportunidade da sua vida.

Igor Siqueira disputa cinturão nos EUA – Divulgação/LFA

“A minha expectativa é a melhor possível. Foi para isso que trabalhei esses anos todos, para chegar nessa posição de lutar por um título mundial de uma grande organização como o LFA. Eu treino na renomada academia Pitbull Brothers, onde se encontram os melhores lutadores do mundo como os irmãos Patrício e Patricky Pitbull, entre outras lendas do esporte, e lutadores do mundo todo, que chegam semanalmente. Trabalhamos muito duro todos os dias. Nós fizemos um excelente trabalho para essa luta. Agora é colocar tudo em prática”, disse Igor.

Paraense da cidade de Moju, que fica a uma hora e meia de Belém, Igor chega para essa luta com um cartel de nove vitórias, sendo quatro por finalização e três por nocaute, e apenas uma derrota. Já seu adversário possui oito lutas de MMA, com um recorde de sete vitórias e apenas uma derrota.

“O Cody Davis tem um recorde muito parecido com o meu. Eu já vinha estudando o jogo dele antes mesmo de saber que um dia lutaria com ele, pois sempre vejo as lutas de possíveis adversários da minha categoria. Quando eu vi que era ele, começamos a preparar uma estratégia para pegarmos ele. A minha previsão é que essa luta acabe até o segundo round. Ele é um grappler dos bons, porém eu, além de ser um bom grappler, tenho mais recursos, tanto em pé quanto no chão. Estou encarando como se fosse mais uma luta. Então, vou para ganhar e buscar o que é meu”, concluiu o casca-grossa.