Irmão mais velho de Lyoto, Chinzo Machida estará em ação no Karate Combat 43

0
299
Chinzo retorna às competições aos 46 anos de idade - Divulgação

Edição de gala e que marcará o último evento da organização na temporada 2023, o Karate Combat 43 acontecerá dia 15 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Além da trilogia entre os ex-UFCs Anthony Pettis e Ben Henderson no evento principal, a edição também colocará pela primeira vez um integrante da lendária família Machida dentro da arena de luta.

Chinzo retorna às competições aos 46 anos de idade – Divulgação

Chinzo Machida, 46 anos, estará em ação contra o igualmente experiente norte-americano Shannon Hudson (44), em combate especial com peso combinado em 70.3kg.

Irmão mais velho de Lyoto, Chinzo atualmente comanda a ‘Machida Academy’ em Los Angeles, nos Estados Unidos. No MMA, teve passagem pelo Bellator, e tem cartel com cinco vitórias e três derrotas.

“Minha última luta foi há seis anos, mas desde então continuei ativo e treinando bastante com nossa equipe profissional. Com a confirmação desta luta, intensifiquei os treinamentos específicos. Minha velocidade e o timing estão sempre em dia. Acho que será um bom desafio. Meu adversário é um bom kickboxer, mas vou implementar meu jogo de caratê e sair vitorioso”, disse Chinzo, que também foi o principal treinador de Lyoto durante a jornada pelo UFC, que culminou com a conquista do título dos meio-pesados, em 2009.

Sobre a expectativa de colocar o estilo Machida em prática no Karate Combat, Chinzo foi enfático. “Nosso estilo é perfeito para a regra de full contact (contato total). Treinamos muito as joelhadas, cruzados, chutes na panturrilha e outros que são mais restritos no caratê esportivo. Nosso objetivo é a luta real e focamos bastante nas regras do MMA. Então, acho que a adaptação será natural”, afirmou.

Além de Chinzo Machida, o card do Karate Combat terá mais dois brasileiros. O paraense Antonio Arroyo enfrentará o canadense Zakaria Benboutcha no peso-pesado (até 93kg), e o paulista Gabriel Stankunas medirá forças contra o também canadense Robbie Lavoie, nos galos (até 61).

No Brasil, o evento pode ser assistido ao vivo e grátis em todas as redes sociais da organização, e também pelo Combate. Confira a grade de programação do canal.