Irwing ‘King Kong’ e Clebinho Sousa comentam expectativa para disputa de título no SFT: ‘Vai entrar para a história do MMA nacional’

0
108
Pesos médios esperam a confirmação da data - Foto: Divulgação/SFT

O ano de 2021 mal começou e o SFT já mostrou a que veio. Nos últimos dias, a organização, por meio de suas redes sociais, confirmou que o atual campeão peso-médio, Irwing “King Kong”, vai fazer sua primeira defesa de título, tendo pela frente o experiente Clebinho Sousa, em data ainda a ser anunciada pela companhia, tendo em vista que a pandemia de Covid-19 voltou a apresentar aumento no número de casos e mortes no Brasil.

Pesos médios esperam a confirmação da data – Foto: Divulgação/SFT

Com 32 anos e um cartel de 16 vitórias e seis derrotas no MMA profissional, o curitibano Irwing conquistou o título da divisão dos médios em janeiro do ano passado, ao derrotar Renê Soldado por nocaute técnico no quinto round, em luta válida pelo SFT 20. Atual “rei” dos 84kg, o lutador falou sobre a expectativa para colocar o seu título em jogo pela primeira vez e ressaltou que o embate diante de Clebinho tem tudo para ser o melhor de 2021 no MMA nacional.

“É minha primeira defesa de cinturão e acho que tudo tem sua hora e seu lugar. Acho que o Clebinho Sousa é só mais um degrau para eu chegar onde quero. Eu estava parado, muito tempo sem lutar, mas agora estou me preparando e já estou com o peso bem baixo para a categoria. Estou me sentindo bem, muito forte e acho que tem tudo para ser a melhor luta de 2021. É um duelo que vai entrar para a história do MMA nacional e eu vou entrar para dar show, porque quero fazer história. Vou surpreender o Clebinho em todas as áreas, mas acredito que a luta vai se desenrolar em pé. Eu vou controlar as ações e vamos em busca de mais uma grande vitória”, projetou o campeão.

Quatro anos mais velho em relação a Irwing King Kong, Clebinho Sousa contabiliza 20 triunfos e 10 reveses em seu cartel profissional, e tem como grande feito em sua carreira o fato de já ter sido campeão em duas categorias no SFT (meio-médio e médio). Disposto a reconquistar a cinta dos 84kg, o paulista retornou à organização no ano passado e entrou em ação no mês de dezembro, superando Eduardo Camelo por nocaute no terceiro assalto. Com uma sequência de quatro resultados positivos em suas últimas cinco lutas, Clebinho fez elogios ao campeão, mas não deixou de provocá-lo.

“Já estou me preparando desde que ele venceu o Renê Soldado. Voltei para o SFT com o intuito de ser campeão das duas divisões de novo (meio-médio e médio), vou reconquistar aquilo que já foi meu. Vou dar o meu máximo, não parei de treinar em nenhum momento, tirando um período em que sofri lesão, mas voltei rapidamente e estou nos preparativos. O meu alvo agora é ele. É um excelente atleta, mas que nunca enfrentou ninguém do meu nível. Ele pegou uma luta (contra Renê Soldado) em cima da hora, não tinha responsabilidade alguma, por isso entrou solto, relaxado. O Soldado também cometeu alguns erros, ao meu ver. É uma luta 50/50 para cada lado, mas que é para terminar no primeiro ou segundo round. Para ele ganhar de mim, vai precisar fazer muita coisa, vai precisar lutar três vezes melhor do que lutou contra o Soldado. Estou encarando essa luta como o maior desafio na minha carreira, e olha que já enfrentei muitos atletas de alto nível. Ele e o treinador estão fazendo aquele ‘trash talk’, mas precisam saber que a luta vai ser no meu território e eu vou provar para todo mundo que eu sou o campeão. Vou nocauteá-lo no primeiro round”, afirmou.