LBV de Petrópolis inaugura turma de Jiu-Jitsu para crianças e jovens de comunidade

Aulas serão em dois turnos - Foto: Leonardo Fabri
Aulas serão em dois turnos – Foto: Leonardo Fabri

Na semana em que completou 64 anos de fundação, o Centro Comunitário de Assistência Social da LBV em Petrópolis, região serrana do Rio, presenteou os seus 110 alunos, atendidos em dois turnos, com a implantação de aulas de Jiu-Jitsu. Uma moderna sala de artes marciais foi inaugurada na última sexta-feira em parceria com Super Rádio Brasil, Prime Esportes, Boomboxe, Gracie Barra Itaipava e Secretaria de Defesa Civil e Ações Comunitárias do município, representada pelo coronel Paulo Renato, padrinho do dojô.

“A parceria com a LBV é de longa data. Milito há cerca de 30 anos na Defesa Civil do estado, agora na prefeitura de Petrópolis, e a gente conhece a linha de ajuda humanitária da instituição. Acompanho o trabalho que a LBV vem desenvolvendo no Jiu-Jitsu, principalmente com as crianças nas comunidades, quem acompanha os principais campeonatos do país sabe da qualidade. Em Petrópolis acaba de nascer e tenho certeza que repetirá o sucesso”, disse o secretario municipal de Defesa Civil e faixa-azul de Jiu-Jitsu.

As aulas nas dependências do centro comunitário será ministrada em parceria com a Grace Barra Itaipava, liderada pelo faixa-preta Rodrigo Scott, que cedeu um de seus alunos para ficar à frente das turmas.

“É uma enorme satisfação poder participar desse projeto. A gente vai levar os benefícios do Jiu-Jitsu para essas crianças. A ideia é a gente sempre levar o que há de melhor na nossa arte para esses jovens”, destacou Scott.

O responsável por liderar os pequenos da LBV Petrópolis será o gigante faixa-marrom Rodrigo Miúdo, que de miúdo tem apenas o apelido. Com anos de experiência nos tatames, ele teve a vida melhorada pela arte suave e quer retribuir a melhora no bem-estar.

“Fiquei muito feliz pela oportunidade que me foi oferecida! Sempre foi meu sonho ter um projeto para poder retribuir tudo o que o Jiu-Jitsu fez na minha vida: perda de peso, vida desregrada, falta de comprometimento… no Jiu-Jitsu eu entendi a importância de correr atrás, de acordar cedo, senão eu nunca ia alcançar nada”, celebrou o professor, que graças ao Jiu-Jitsu perdeu mais de 40kg.

Gestor administrativo municipal da LBV Petrópolis, Bruno César Bergkirchner foi um dos responsáveis por abrir as portas do local para a prática do esporte.

“É mais uma ferramenta que temos a nosso favor. Com o Jiu-Jitsu nossas crianças têm a oportunidade de aprender a arte marcial e desenvolver o respeito, a disciplina e se tornar um cidadãos de bem no futuro”, acredita.

O Centro Comunitário de Assistência Social da LBV em Petrópolis fica localizado na rua Luiz Pellegrini, 128, Cascatinha. O local oferece também outras diversas oficinas culturais e educacionais, além de quatro refeições diárias, a crianças e jovens no período extraclasse.