Lucas Protásio e Isabely Lemos brilham no Sul-Americano da AJP

0
135
Evento reuniu grandes competidores do jiu-jitsu brasileiro - AJP

O Sul-Americano de Jiu Jitsu, promovido pela AJP (Abu Dhabi Jiu Jitsu Pro), em Balneário de Camburiú, Santa Catarina, chegou ao fim neste domingo, 19, com grandes nomes da arte suave frente à frente nas disputas entre faixas pretas profissionais. Com duas medalhas de ouro – na categoria até 77kg e no absoluto peso leve -, Lucas Protásio foi o grande nome da competição. Ao todo, o potiguar, de 22 anos, venceu seis lutas e não levou nem um ponto sequer de queda, passagem ou raspagem.

Evento reuniu grandes competidores do jiu-jitsu brasileiro – AJP

“Estou muito feliz, foi muito especial essa vitória aqui em Balneário. Além de ser uma cidade que me apoia muito, eu já havia lutado uma Copa Pódio aqui e perdido justamente para o Luiz (Santos). Hoje, tive a oportunidade de fazer essa revanche com ele no mesmo lugar e consegui sair vitorioso tanto na categoria quanto no absoluto”, vibra Protásio.

Quem também brilhou foi a carioca Isabely Lemos, de apenas 19 anos. Apesar de ainda ser faixa roxa, a jovem lutadora ganhou o direito de competir entre as mais experientes após sagrar-se
campeã do World Pro, de Abu Dhabi. E, a estreia não poderia ter sido mais animadora: medalha de ouro na categoria até 95kg e no absoluto peso pesado.

“Confesso que eu estava muito nervosa antes do evento, mas no final acabou dando tudo certo. Enfrentei grandes atletas, com certeza, mais experientes que eu e consegui mostrar meu jiu-jitsu para frente, buscando sempre finalizar. Estou muito feliz”, afirma Isabely.

Henrique Ceconi e Vitoria Vieira também se destacaram ao longo da competição. Com muita agressividade e força, Ceconi levantou o público e conquistou o título da categoria até 120kg e do absoluto pesado masculino. Já a atleta, que havia ficado com o bronze na categoria até 62kg, se superou no absoluto leve e ficou com o lugar mais alto do pódio. Assim como Lucas Protásio e Isabely, ambos também foram coroados com uma premiação em dinheiro e passagens para o Grand Slam do Rio de Janeiro.

No resultado por equipes, a GFTeam ficou em primeiro com um total de 13 medalhas (7 de ouro, 4 de prata e 2 de bronze) à frente da CheckMat (6 ouros, 1 prata e 4 bronzes), em segundo, e Atos (3 ouros, 3 pratas e 4 bronzes), em terceiro.

Resultados:

Absoluto feminino faixa preta/marrom até 62kg
Vitoria Vieira venceu Maria Luisa Delahaye por finalização
(chave de joelho);

Absoluto feminino faixa preta/marrom até 95kg
Isabely Lemos venceu Vitória Nogueira por pontos (2 a 1)

Absoluto masculino faixa preta até 77kg
Lucas Protásio venceu Luiz Santos por pontos (3 a 0)

Absoluto masculino faixa preta até 120kg
Henrique Ceconi venceu Gabriel Costa por pontos (5 a 1)

Faixa preta/marrom feminino

até 49kg – Eliana Carauni venceu Diosana Frigo por pontos (8 a 4);

até 55kg – Mikaele Damaceno venceu Miranda Galban por pontos (6 a 5);

até 62kg – Maria Luisa Delahaye Vitoria Cabral por pontos (4 a 3);

até 70kg – Vitoria Nogueira venceu Victoria Ulrich por pontos (1 a 0);

até 95kg – Isabely Lemos venceu Simone Pinheiro por pontos (8 a
0)

Faixa preta masculino

até 62kg – Leonardo Mario venceu Yuri Hendrix por finalização (mata-leão)

até 69kg – Matias Estevez venceu Rafael Nascimento por finalização (mata-leão);

até 77kg – Lucas Protásio venceu Marcelo Marques por pontos (3 a 0);

até 85kg – Wallisson Souza venceu Gabriel Costa por finalização (chave de pé reta)

até 94kg – Walisson Pardim venceu Ian Cardoso por pontos (2 a 1);

até 120kg – Henrique Ceconi venceu Felipe Bezerra por pontos (11 a 0).